Análise documentária de literatura ficcional (1978-2020): categorização de documentos e identificação de técnicas e critérios a partir de uma revisão sistemática realizada na base de dados em ciência da informação (BRAPCI) e na base library & information science abstracts (LISA)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2022.e84748

Palavras-chave:

Indexação, Análise documentária, Literatura ficcional, Revisão sistemática

Resumo

Objetivo: Investigar a produção na base de dados Library & Information Science Abstracts e a produção brasileira na Base de dados em Ciência da Informação sobre a temática de análise documentária de literatura ficcional. Categorizar os documentos quanto as suas propostas. Identificar as técnicas e os critérios para a leitura documentária de obras ficcionais.

Método: A pesquisa é exploratória quanto aos objetivos e utiliza como procedimento técnico a revisão sistemática, como alguns documentos recuperados não abordavam o assunto em questão, adotou-se critérios de inclusão e exclusão para filtrar as pesquisas, na Library & Information Science Abstracts (LISA) constituiram o corpus de análise 29 artigos datados de 1978 a 2019, e na Base de Dados em Ciência da Informação (BRAPCI) sete pesquisas elaboradas entre 2007 e 2020. Os documentos recuperados foram sintetizados ressaltando objetivos, metodologias, resultados e conclusões, categorizados quanto à abordagem adotada, e também evidenciaram as técnicas para leitura documentária que se destacaram nos estudos.

Resultado: Identificou-se que o processo de indexação está sendo discutido há mais de 40 anos, e neste período, esquemas e métodos foram elaborados especificamente para a ficção com a finalidade de suprir os lapsos informacionais; foram elaboradas mais pesquisas empíricas focadas na avaliação de produtos, e as técnicas para leitura documentária destacadas foram as Quatro dimensões da ficção, os 11 Princípios do Annotated Card Program, o Percurso Gerativo de Sentido e o Modelo para Indexação da Ficção – MENTIF.

Conclusões: A ficção está sendo abordada no processo de indexação, mesmo que de forma lenta. Existem métodos e esquemas para a leitura documentária da ficção, mas precisam ser mais amplamente divulgados. O tratamento do assunto durante a formação de bibliotecários pode ser uma etapa importante para mudar esta realidade

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Pietra Gomes Ramires, Universidade Federal do Rio Grande

Mestranda em Letras no Programa de Pós-Graduação em Letras na Universidade Federal do Rio Grande (PPGL/FURG). Bacharel em Biblioteconomia (2021) pela Universidade Federal do Rio Grande.

Renata Braz Gonçalves, Universidade Federal do Rio Grande

Pós-Doutora (2016) na Facultad de Ciencias de la Documentación de la Universidad Complutense de Madrid. Mestre e Doutora em Educação (2005; 2010) pela Universidade Federal de Pelotas (PPGE/UFPel). Bacharel em Biblioteconomia (2000) pela Universidade Federal do Rio Grande (2000). Atualmente é Professora Associada Curso de Bacharelado em Biblioteconomia no Instituto de Ciências Humanas e da Informação da Universidade Federal do Rio Grande, e no Programa de Pós-Graduação em História (PPGH/FURG) do mesmo instituto.

Rodrigo Aquino de Carvalho, Universidade Federal do Rio Grande

Doutor em Comunicação e Informação (2019) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCOM/UFRGS). Mestre em Ciência da Informação (2009) pela PUC-Campinas. Bacharel em Ciência da Informação (2006) com habilitação em Biblioteconomia pela PUC-Campinas. Atualmente é Professor Adjunto do Curso de Bacharelado em Biblioteconomia no Instituto de Ciências Humanas e da Informação da Universidade Federal do Rio Grande.

Referências

ALMEIDA, P. de. Tendências europeias na indexação por assunto de ficção narrativa. Anales de Documentación, v. 22, n. 1, 2019. Disponível em: https://revistas.um.es/analesdoc/article/view/339791. Acesso em: 6 fev. 2020.

ALVES, R.C.V. As influências das garantias de ficção, literária e de uso na indexação da literatura infantojuvenil: proposta de modelo de leitura. Palabra clave, v. 9, n. 2, 2020. Disponível em: http://sedici.unlp.edu.ar/handle/10915/101769. Acesso em: 29 mar. 2021.

ALVES, R.C.V.; Moraes, J.B.E. Aboutness em análise documental de textos literários infanto-juvenis: perspectivas para o aprimoramento da representação de conteúdo. Informação & Sociedade: Estudos, v. 26, n. 3, 2016. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/136373. Acesso em: 9 mar. 2021.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12676: métodos para análise de documentos — determinação de seus assuntos e seleção de termos de indexação. Rio de Janeiro, 1992. 4 p.

ATAÍDE, V. de P. A narrativa de ficção. 3.ed. São Paulo: Mcgraw-Hill do Brasil, [1974].

BAKER, S.L.; SHEPHERD, G.W. Fiction classification schemes: the principles behind them and their success. RQ, p. 245-251, 1987. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/25828049?seq=1. Acesso em: 8 out. 2020.

BEGHTOL, C. Domain analysis, literary warrant, and consensus: the case of fiction studies. Journal of the American Society for Information Science, v. 46, n. 1, p. 30-44, 1995. Disponível em: https://asistdl.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/(SICI)1097-4571(199501)46:1%3C30::AID-ASI4%3E3.0.CO;2-F. Acesso em: 13 fev. 2021.

BEGHTOL, C. Access to fiction: A problem in classification theory and practice: part. I. Ko Knowledge Organization, v. 16, n. 3, p. 134-140, 1987. Disponível em: https://www.nomos-elibrary.de/10.5771/0943-7444-1989-3-134/access-to-fiction-a-problem-in-classification-theory-and-practice-part-i-volume-16-1989-issue-3. Acesso em: 17 jan. 2021.

BEGHTOL, C. Access to fiction: A problem in classification theory and practice: part. II. Ko Knowledge Organization, v. 17, n. 1, p. 21-27, 1989. Disponível em: https://www.nomos-elibrary.de/10.5771/0943-7444-1990-1-21/access-to-fiction-a-problem-in-classification-theory-and-practice-pt-ii-volume-17-1990-issue-1. Acesso em: 24 jan. 2021.

BELL, H.K. Indexing fiction: a story of complexity. The Indexer, v. 17, n. 4, p. 251-256, 1991. Disponível em: https://www.theindexer.org/files/17-4/17-4_251.pdf. Acesso em: 31 jul. 2020.

BOCCATO, V.R.C. O contexto sociocognitivo do indexador no processo de representação temática da informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, p. 67-86, ago. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17nesp1p67. Acesso em: 31 mar. 2020.

BRADLEY, P. Indexes to works of fiction: the views of producers and users on the need for them. Indexer, v. 16, n. 4, p. 239-248, 1989. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17nesp1p67/22723. Acesso em: 24 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da saúde. Secretaria de ciência, tecnologia e insumos estratégicos. Departamento de ciência e tecnologia. Diretrizes metodológicas: elaboração de revisão sistemática e metanálise de estudos observacionais comparativos sobre fatores de risco e prognóstico. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. 132 p. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=766729&indexSearch=ID. Acesso em: 20 mar. 2020.

BUENO, R.V.; MACULAN, B.C.M.D.S.; AGANETTE, E.C. Mapeamento de processos e gestão por processos: revisão sistemática de literatura. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 9, n. 2, 2019. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/137111. Acesso em: 20 maio 2020.

CAPRIOLI, M.C. et al. Foucault: poder, vigilância, disciplina e punição uma análise do conceito de panóptico em obra narrativa de ficção. Informação & Informação, v. 22, n. 3, p. 297-319, 2018. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/29773. Acesso em: 25 mar. 2021.

CUNHA, I.M.R. Análise Documentária. In: GRUPO TEMMA. Análise documentária: a análise da síntese. 2. ed. Brasília: IBICT, 1989.

DEHART, F.E.; MATTHEWS, K. French fiction: LCSH applications. Cataloging & classification quarterly, v. 9, n. 2, p. 3-24, 1988. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1300/J104v09n02_02. Acesso em: 25 jul. 2020.

DEL PINO, D. Introdução ao estudo da literatura. Porto Alegre: Movimento, 1970.

DEZELAR-TIEDMAN, C. Subject access to fiction: An application of the Guidelines. Library Resources & Technical Services, v. 40, n. 3, p. 203-210, 2011. Disponível em: https://journals.ala.org/index.php/lrts/article/view/5330. Acesso em: 7 jul. 2020.

DOWN, N. Subject access to individual works of fiction: participating in the OCLC/LC Fiction Project. Cataloging & classification quarterly, v. 20, n. 2, p. 61-69, 1995. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1300/J104v20n02_05. Acesso em: 13 fev. 2021.

FUJITA, M.S.L. et al. Indexação de obras de ficção em bibliotecas: avaliação e adequação do Modelo para Indexação de Ficção (MENTIF). Palabra Clave (La Plata), v. 7, n. 1, p. 1-20, 2017. Disponível em: https://www.palabraclave.fahce.unlp.edu.ar/article/view/PCe041. Acesso em: 10 mar. 2021.

FUJITA, M.S.L.; LACRUZ, M.C.A.; DíAZ, R.G. A situação atual da indexação nas tarefas bibliotecárias. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 17, n. 1, p. 94-109, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362012000100006. Acesso em: 24 mar. 2020.

GANDIER, Â.M.; PINHO, F.A. A importância da semântica discursiva para a análise documental: um estudo em texto ficcional. Brazilian Journal of Information Science: research trends, v. 12, n. 2, 2018. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/bjis/article/view/7897. Acesso em: 28 mar. 2021.

GIL LEIVA, I. Manual de indización: teoría y práctica. Gijón: Trea, 2008.

GREENHALGH, T. Artigos que resumem outros artigos (revisões sistemáticas e metanálises). In: GREENHALGH, T. Como ler artigos científicos: fundamentos da medicina baseada em evidências. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2013.

GUIMARÃES, J.A.C. A análise documentária no âmbito do tratamento da informação: elementos históricos e conceituais. In: RODRIGUES, G.M.; LOPES, I.L. (org.). Organização e representação dos conhecimentos na perspectiva da ciência da informação. Brasília: Thesaurus, c2003. (Estudos avançados em ciência da informação; v. 2).

HAYES, S.M. Use of popular and literary criticism in providing subject access to imaginative literature. Cataloging & Classification Quarterly, v. 32, n. 4, p. 71-97, 2001. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1300/J104v32n04_05. Acesso em: 25 fev. 2021.

HYPÉN, K.; MÄKELÄ, E. An ideal model for an information system for fiction and its application. Library Review, v. 60, n. 4, p. 279-292, 2011. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/00242531111127848/full/html. Acesso em: 18 mar. 2021.

KOGER, E. Subject Headings for Children's Fiction. Technical Services Quarterly, v. 2, n. 1-2, p. 13-18, 1985. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1300/J124v02n01_03?journalCode=wtsq20. Acesso em: 24 jul. 2020.

LANCASTER, F. W. Indexação e resumos: teoria e prática. Brasília: Briquet de Lemos, 2004.

LIMA, L.M; RIBEIRO, D.P.; MORAES, J.B.E. Análise documental de textos narrativos de ficção: uma proposta metodológica com vistas à identificação do tema. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 2, n. 2, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/moci/article/view/16956. Acesso em: 7 mar. 2021.

MACEWAN, A. Electronic access to fiction. Vine, v. 27, n. 1, p. 41-44, 1997. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/eb040625/full/html?skipTracking=true. Acesso em: 13 fev. 2021.

MACPHERSON, R. Children's literature indexes at Moray House. Library review, 1987. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/eb012850/full/html. Acesso em: 20 jul. 2021.

MILLER, C. All New Subject Access to Fiction: How a Cultural Zeitgeist with Gray Hair Informed ALA's Guidelines. Cataloging & classification quarterly, v. 36, n. 2, p. 89-98, 2003. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1300/J104v36n02_08. Acesso em: 27 fev. 2021.

MORAES, J.B.E. de. Perspectivas metodológicas para a identificação do aboutness em textos narrativos de ficção. Scire: representación y organización del conocimiento, p. 57-66, 2012. Disponível em: http://oasisbr.ibict.br/vufind/Record/UNSP_1757398db46426f8560b3ce9139395d6. Acesso em: 5 mar. 2021.

MORAES, J.B.E. de; GUIMARÃES, J.A.C. Análise documental do conteúdo de textos literários narrativos: em busca do diálogo entre as concepções de aboutness/meaning e percurso temático/percurso figurativo. In: GASPAR, N.R; ROMÃO, L.M.S. (org.). Discurso e texto: multiplicidade de sentidos na ciência da informação. São Carlos: EDUFSCAR, 2008.

MOREIRA, M.E.; DIAS, E.W. Análise de assunto da literatura infantil: o feijão e o sonho embalados para viagem. Cadernos BAD, n. 2, 2007. Disponível em: https://www.bad.pt/publicacoes/index.php/cadernos/article/view/775. Acesso em: 2 mar. 2021.

NASCIMENTO, A.G.; ALBAGLI, S. Conceitos de ciência aberta no brasil: uma revisão sistemática de literatura. Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, n. 20, 2019. Disponível em: https://conferencias.ufsc.br/index.php/enancib/2019/paper/view/1125. Acesso em: 20 maio 2020.

PEJTERSEN, A.M. Fiction and library classification. Scandinavian Public Library Quarterly, v. 11, n. 1, 1978.

PEJTERSEN, A.M. The meaning of ‘about’in fiction indexing and retrieval. Aslib proceedings, v. 31, n. 5, p. 251-257, 1979. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/eb050682/full/html. Acesso em: 14 jul. 2020.

PEJTERSEN, A.M.; AUSTIN, J. Fiction retrieval: experimental design and evaluation of a search system based on users'value criteria (part 1). Journal of documentation, v. 39, n. 4, p. 230-246, 1983. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/eb026750/full/html. Acesso em: 18 jul. 2020.

PEJTERSEN, A.M.; AUSTIN, J. Fiction retrieval: experimental design and evaluation of a search system based on users'value criteria (part 2). Journal of Documentation, v. 40, n.1, p. 25-35, 1984. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/eb026755/full/html. Acesso em: 20 jul. 2020.

PEJTERSEN, A.M. Icons for representation of Domain Knowledge in Interfaces. Advances in Knowledge Organization, v. 2, p. 175-193, 1991. Disponível em: https://www.ergon-verlag.de/isko_ko/downloads/advances-in-knowledge-organization/vols-01-02-1990/index.html. Acesso em: 24 jan. 2021.

PEREIRA, R.M.V. A biblioteca como espaço de “lazer”: análise dos estudos sobre entretenimento no pensamento biblioteconômico - informacional. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Biblioteconomia.) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: http://www.unirio.br/cchs/eb/tcc/tccs-defendidos/tccs-apresentados-em-2014.1. Acesso: 8 maio 2020.

SAARINEN, K; VAKKARI, P. A sign of a good book: readers’ methods of accessing fiction in the public library. Journal of Documentation, v. 69, n. 5, p. 736-754, 2013. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/JD-04-2012-0041/full/html. Acesso em: 18 mar. 2021.

SAARTI, J. Consistency of subject indexing of novels by public library professionals and patrons. Journal of documentation. Journal of Documentation, v. 58, n. 1, p. 49-65, 2002. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/00220410210425403/full/html. Acesso em: 27 fev. 2021.

SAARTI, J. Fictional Literature, Classification and Indexing. Ko Knowledge Organization, v. 46, n. 4, p. 320-332, 2019. Disponível em: https://www.ergon-verlag.de/isko_ko/downloads/ko_46_2019_4_e.pdf. Acesso em: 15 maio 2020.

SANTANA, M. S. D. et al. O resgate da memória social através do estudo da literatura como fonte de informação. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 3, n. 2, 2013. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/64251. Acesso em: 16 maio 2020.

SAPP, G. The levels of access: subject approaches to fiction. RQ, p. 488-497, 1986. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/25827716?seq=1. Acesso em: 9 dez. 2020.

SAUPERL, A. Four views of a novel: Characteristics of novels as described by publishers, librarians, literary theorists, and readers. Cataloging & Classification Quarterly, v. 51, n. 6, p. 624-654, 2013. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/01639374.2013.773953. Acesso em: 18 mar. 2021.

SOUSA, B.P. de. Representação Temática da Informação Documentária e sua Contextualização em Biblioteca. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, v. 9, n. 2, jul./dez. 2013. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/2659. Acesso em: 31 mar. 2020.

SOUSA, B.P. de; FUJITA, M.S.L. A análise de assunto no processo de indexação: um percurso entre teoria e norma. Informação & Sociedade: Estudos, v. 24, n. 1, 2014. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/92987. Acesso em: 31 mar. 2020.

TAUIL, J.C.S.; CASTRO, F.F. Metadados de preservação digital: uma abordagem através da revisão sistemática de literatura. Informação & Tecnologia, v. 5, n. 1, p. 157-173, 2018. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/110394. Acesso em: 20 maio 2020.

WILSON, M.D. et al. The relationship between subject headings for works of fiction and circulation in an academic library. Library collections, acquisitions, and technical services, v. 24, n. 4, p. 459-465, 2000. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/14649055.2000.10765710?journalCode=ulca20. Acesso em: 24 fev. 2021.

Downloads

Publicado

2022-05-26

Como Citar

Ramires, P. G. ., Gonçalves, R. B. ., & Carvalho, R. A. de. (2022). Análise documentária de literatura ficcional (1978-2020): categorização de documentos e identificação de técnicas e critérios a partir de uma revisão sistemática realizada na base de dados em ciência da informação (BRAPCI) e na base library & information science abstracts (LISA). Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 27(1), 1-41. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2022.e84748