Periódicos brasileiros de turismo: endogenia, dependência e representação de instituições, unidades da federação e grandes regiões

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2022.e85796

Palavras-chave:

Periódicos, Turismo, Bibliometria, Endogenia, Dependência, Representação

Resumo

Objetivo: Objetiva-se avaliar a endogenia, dependência e representação de 16 periódicos brasileiros de turismo, no período 1990-2018, para as instituições e suas unidades da federação e grandes regiões, ano-a-ano.

Método: A coleta e montagem do banco de dados (autoria – instituições, unidades da federação e grandes regiões) foram feitas, manualmente, assim como a revisão e desambiguação de nomes. Os cálculos foram feitos por meio de ferramentas computacionais próprias.

Resultado: Em geral, a endogenia (instituições) é muito alta no primeiro ano de cada periódico, caindo, para quase todos, já no segundo ano, havendo a convergência para valores abaixo de 20% no fim da série histórica. As unidades da federação e grandes regiões apresentam resultados parecidos, porém em patamares mais elevados. A dependência revela que, para quase todos os periódicos, a instituição é muito dependente dele para produzir no campo, nos primeiros anos, mas há, logo depois, nítida e persistente tendência de queda. Para as unidades da federação e grandes regiões, há paralelo com esses resultados, com valores mais baixos e menos exceções à regra. Os resultados da representação convergem com o visto para a dependência (instituições). Nas unidades da federação e grandes regiões, é difícil detectar tendências e padrões.

Conclusões: A endogenia, dependência e representação permitem verificar a produção de instituições, unidades da federação e grandes regiões em 16 periódicos brasileiros de turismo (1990-2018). De forma geral, há nítida tendência de queda da endogenia, dependência e representação, para a maior parte dos periódicos, no que concerne esses três elementos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Fontan Köhler, Universidade de São Paulo

Professor Doutor do Curso de Bacharelado em Lazer e Turismo, do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas e do Programa de Pós-Graduação em Estudos Culturais

Luciano Antonio Digiampietri, Universidade de São Paulo

Professor Associado da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP). Vinculado ao Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação e credenciado no Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Informação da EACH-USP.

Referências

AMORAS, F. C. Editorial: exogenia, endogenia e qualis das revistas. Estação Científica, Macapá, v. 7, n. 3, p. 7-8, 2017.

BENCHIMOL, J. L.; CERQUEIRA, R. C.; PAPI, C. Challenges to the publishers of humanities in scientific journalism and social networks: reflections and experiences. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 2, p. 347-364, abr./jun. 2014.

CURTY, R. G.; DELBIANCO, N. R. As diferentes metrias dos estudos métricos da informação: evolução epistemológica, inter-relações e representações. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, v. 25, p. 1-21, 2020.

GALIAN, C. V. A.; PIETRI, E.; PRIETO, R. G. As transformações nos modos de edição, publicação e avaliação de periódicos científicos: impactos para a gestão dos processos editoriais. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 45, e20194501001, jan./dez. 2019.

GARCIA, C. C.; MARTRUCELLI, C. R. N.; ROSSILHO, M. M. F.; DENARDIN, O. V. P. Authorship for scientific papers: the new challenges. Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, São Paulo, v. 25, n. 4, p. 559-567, 2010.

KÖHLER, A. F.; DIGIAMPIETRI, L. A. Pós-Graduação em turismo no Brasil: uma análise bibliométrica e de redes sociais. Revista Rosa dos Ventos, Caxias do Sul, v. 13, n. 4, p. 945-966, 2021.

MUGNAINI, R.; FUJINO, A.; KOBASHI, N. Y. (orgs.). Bibliometria e cientometria no Brasil: infraestrutura para avaliação da pesquisa científica na Era do Big Data. São Paulo: ECA-USP, 2017.

NUNES-SILVA, L.; MALACARNE, A.; MACEDO, R. F.; MONTE, W. S.; SILVA, J. W. S.; DE-BORTOLI, R. Profile and productivity of researchers in the area of university management. International Journal of Innovation Education and Research, v. 7, n. 4, p. 208-226, 2019.

PAVAN, C; BARBOSA, M. C. Article processing charge (APC) for publishing open access articles: the Brazilian scenario. Scientometrics, Budapest, v. 117, p. 805-823, 2018.

PRITCHARD, A. Statistical bibliography or bibliometrics? Journal of Documentation, v. 25, n. 4, p. 348-349, 1969.

RODRIGUES, R. S.; FACHIN, G. R. B.; SCHIFINI, L. R. C.; MURIEL-TORRADO, E. Novos periódicos científicos: o caso do Laboratório de Periódicos Científicos UFSC. Em Questão, Porto Alegre, v. 24, n. 3, p. 177-197, set./out. 2018.

TAGUE-SUTCLIFFE, J. An introduction to informetrics. Information Processing & Management, v. 28, n. 1, p. 1-3, 1992.

Publicado

2022-05-27

Como Citar

KÖHLER, André Fontan; DIGIAMPIETRI, Luciano Antonio. Periódicos brasileiros de turismo: endogenia, dependência e representação de instituições, unidades da federação e grandes regiões. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 27, n. 1, p. 1–28, 2022. DOI: 10.5007/1518-2924.2022.e85796. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/85796. Acesso em: 24 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.