Concentração de autoria em revistas em ciências da saúde da América Latina e do Caribe

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2023.e91456

Palavras-chave:

Publicações Periódicas como Assunto, Bibliometria, Autoria, Universidades, América Latina, Região do Caribe, Países em Desenvolvimento, LILACS, Ciências da Saúde

Resumo

Objetivo: descrever índices de concentração de autoria (proporção de artigos do autor mais prolífico [PPMP]; coeficiente de Gini) entre as revistas de ciências da saúde indexadas na LILACS, e compará-las com o que um estudo anterior encontrou na MEDLINE

Métodos: foram obtidos dados bibliográficos da LILACS para periódicos indexados sistematicamente com pelo menos 50 artigos assinados (ou seja, com pelo menos um autor individual) de 2015 a 2019. Os autores foram identificados pelo nome ou, quando possível, pela identificação ORCID. A PPMP foi o número de artigos do autor mais prolífico da revista, dividido pelo número de artigos assinados. O coeficiente de Gini contava mais de uma vez os artigos com vários autores. Para fins de comparação, os dados MEDLINE foram reponderados para ter a mesma distribuição de tamanho de revista (número de artigos assinados) que as revistas da LILACS.

Resultados: o estudo incluiu 568 revistas, com um tamanho mediano de 166 artigos assinados. A mediana da PPMP foi de 4,5% (percentil 95 12,9%), e a mediana do coeficiente de Gini foi de 0,149 (percentil 95 0,310). A PPMP aumentou com o tamanho do periódico, enquanto o coeficiente de Gini diminuiu. As revistas da MEDLINE tinham menores PPMP e maiores coeficientes de Gini, mas esta diferença desapareceu depois que os dados foram reponderados.

Conclusões: os critérios de inclusão da LILACS estão efetivamente neutralizando qualquer efeito pró-endogeneidade atribuível às revistas regionais serem publicadas por universidades. A avaliação das revistas deve levar em conta o tamanho do periódico ao examinar os índices de concentração de autoria. A derivação formal de sua relação com o tamanho da revista permitiria uma interpretação mais precisa de tais índices.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Ferreira Fontenelle, Universidade Federal do Espírito Santo

Médico de família e comunidade com doutorado em epidemiologia. Professor titular de medicina da Universidade Vila Velha. Interessado em pesquisa em atenção primária.

Referências

AMORIM, K. M. DE O. et al. Evaluation Systems of Scientific Journals in Latin America. In: ALPERÍN, J. P.; FISCHMAN, G. (ed.). Made in Latin America: open access, scholarly journals, and regional innovations. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO, 2015. p. 61–74.

BARRADAS, J. S.; PINHEIRO, L. V. R. Produtividade científica em defesa nacional. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, [s. l.] v. 9, n. 2, p. 1-21, set./dez., 2016. Disponível em: https://revistas.ancib.org/index.php/tpbci/article/view/394/394. Acesso em: 17 ago. 2021

BEIGEL, F. et al. OLIVA: una mirada transversal a la producción científica indexada en América Latina. Diversidad disciplinar, colaboración institucional y multilingüismo en SciELO y Redalyc. [S. l.: s.n.], [2021?]. Disponível em: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/2653/version/2808. Acesso em: 17 ago. 2021.

BISHOP, D. V. M. Editorial integrity: Publishers on the front line. BishopBlog, 11 jun. 2016. Disponível em: http://deevybee.blogspot.com/2016/06/editorial-integrity-publishers-on-front.html. Acesso em: 18 maio 2023

BISHOP, D. V. M. “Percent by most prolific” author score: a red flag for possible editorial bias. BishopBlog, 12 jul. 2020.

Disponível em: http://deevybee.blogspot.com/2020/07/percent-by-most-prolific-author-score.html. Acesso em: 18 maio. 2023

BOAS, R. F. F.; CAMPOS, F. DE F.; AMARO, B. Análise dos critérios formais de qualidade editorial: a política de classificação de periódicos científicos a partir do Qualis Periódicos. Informação & Informação, Londrina, v. 26, n. 1, p. 28-52, 2021. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/39985. Acesso em: 18 maio 2023.

CLARK, O. A. C.; CASTRO, A. A. Searching the Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) database improves systematic reviews. International Journal of Epidemiology, [s. l.] v. 31, n. 1, p. 112-114, fev. 2002. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/11914305/. Acesso em: 18 maio 2023.

COUNCIL OF SCIENCE EDITORS. CSE’s White Paper on Promoting Integrity in Scientific Journal Publications. Wheat Ridge: Council of Science Editors, 2018. Disponível em: http://www.seaairweb.info/journal/3.CouncilofScientific-Editors-White-Paper.pdf. Acesso em: 18 maio 2023.

DAVIDSON, R. Reliable inference for the Gini index. Journal of Econometrics, [s. l.], v. 150, n. 1, p. 30-40, maio 2009. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0304407609000323. Acesso em: 18 maio 2023.

FISCHMAN, G. E.; ALPERIN, J. P.; WILLINSKY, J. Visibility and Quality in Spanish-Language Latin American Scholarly Publishing. Information Technologies & International Development, [S. l.], v. 6, n. 4, p. 1–21, dez. 2010. Disponível em: https://itidjournal.org/index.php/itid/article/view/639.html. Acesso em: 18 maio 2023.

FONTENELLE, L. F. leofontenelle/authorship-concentration: Improved analytic code for “Authorship concentration in health sciences journals from Latin America and the Caribbean”. Zenodo, 28 set. 2022. Disponível em: https://zenodo.org/record/7121200. Acesso em: 28 set. 2022.

GAGOLEWSKI, M. Stringi: Fast and Portable Character String Processing in R. Journal of Statistical Software, [s. l.], v. 103, n. 2, 2022. Disponível em: https://www.jstatsoft.org/article/view/v103i02. Acesso em: 28 set. 2022.

HELGESSON, G. et al. Editors publishing in their own journals: A systematic review of prevalence and a discussion of normative aspects. Learned Publishing, [s. l.], v. 35, n. 2, p. 229-240, 2022. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/leap.1449. Acesso em: 28 set. 2022.

INTERNATIONAL COMMITTEE OF MEDICAL JOURNAL EDITORS. Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing, and Publication of Scholarly Work in Medical Journals. [S. l.], dez. 2021. Disponível em: http://www.icmje.org/recommendations/. Acesso em: 11 fev. 2022

JASSO, G. On Gini’s Mean Difference and Gini’s Index of Concentration. American Sociological Review, [s. l.], v. 44, n. 5, p. 867–870, 1979. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2094535. Acesso em: 11 fev. 2022.

LATIN AMERICAN AND CARIBBEAN CENTER ON HEALTH SCIENCES INFORMATION. LILACS – Criterios de Selección y Permanencia de Revistas (2020). São Paulo, 2020. Disponível em: https://lilacs.bvsalud.org/es/revistas-lilacs/lilacs-criterios-de-seleccion-y-permanencia-de-revistas-2020/. Acesso em: 18 maio. 2023.

LATIN AMERICAN AND CARIBBEAN CENTER ON HEALTH SCIENCES INFORMATION. Criteria for Selection and Permanence of Journals LILACS Brazil (2021). São Paulo, 2021. Disponível em: https://lilacs.bvsalud.org/en/lilacs-journals/criteria-for-selection-and-permanence-of-journals-lilacs-brazil-2021/. Acesso em: 18 maio. 2023.

LOCHER, C. et al. Publication by association: how the COVID-19 pandemic has shown relationships between authors and editorial board members in the field of infectious diseases. BMJ Evidence-Based Medicine, [S. l.], p. bmjebm-2021-111670, 2021. Disponível em: https://ebm.bmj.com/content/27/3/133. Acesso em: 18 maio. 2023.

MOUSSA, S. Should editors-in-chief publish in their own journals? “Publish elsewhere” is not a solution. European Science Editing, [S. l.], v. 48, p. e90552, 2022. Disponível em: https://ese.arphahub.com/article/90552/. Acesso em: 18 maio. 2023.

PAZ ENRIQUE, L. E.; PERALTA GONZÁLEZ, M. J.; HERNÁNDEZ ALFONSO, E. A. Estudio bibliométrico de la Revista Centro Agrícola, Cuba. e-Ciencias de la Información, [s. l.], v. 6, n. 2, p. 1, jun. 2016. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/4768/476852098002/html/. Acesso em: 18 maio. 2023.

PYATT, G. On the Interpretation and Disaggregation of Gini Coefficients. The Economic Journal, [s. l.], v. 86, n. 342, p. 243-255, 1976. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2230745. Acesso em: 18 maio 2023.

R CORE TEAM. R: A Language and Environment for Statistical Computing. Vienna, Austria: R Foundation for Statistical Computing, 2022.

ROZEMBLUM, C. et al. Calidad editorial y calidad científica en los parámetros para inclusión de revistas científicas en bases de datos en Acceso Abierto y comerciales. Palabra Clave (La Plata), La Plata, v. 4, n. 2, p. 64-80, abr. 2015. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/3505/350539940001.pdf. Acesso em: 18 maio 2023.

SARIGÖL, E. et al. Quantifying the effect of editor-author relations on manuscript handling times. Scientometrics, [s. l.], v. 113, n. 1, p. 609-631, 2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29056793/. Acesso em: 18 maio 2023.

SCANFF, A. et al. A survey of biomedical journals to detect editorial bias and nepotistic behavior. PLOS Biology, [s. l.], v. 19, n. 11, p. e3001133, nov. 2021. Disponível em: https://journals.plos.org/plosbiology/article?id=10.1371/journal.pbio.3001133. Acesso em: 18 maio 2023.

WICKHAM, H. Ggplot2: Elegant Graphics for Data Analysis. 2 nd. [S.l.]: Springer-Verlag New York, 2016.

WORLD ORGANIZATION OF MEDICAL EDITORS. The Relationship Between Journal Editors-in-Chief and Owners. [S. l.], 2009. Disponível em: https://wame.org/editorial-independence. Acesso em: 11 fev. 2022.

Publicado

2023-06-30

Como Citar

FONTENELLE, Leonardo Ferreira. Concentração de autoria em revistas em ciências da saúde da América Latina e do Caribe. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 28, p. 1–13, 2023. DOI: 10.5007/1518-2924.2023.e91456. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/91456. Acesso em: 13 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.