O uso do design thinking em soluções inovadoras para a gestão da informação e do conhecimento em farmácia de hospital escola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2023.e94660

Palavras-chave:

Ciência da informação, Design Thinking, Gestão da informação, Gestão do conhecimento, Inovação

Resumo

Objetivo: Desenvolver soluções inovadoras para resolver problemas que são originados pela dificuldade em conciliar as informações registradas no sistema com o estoque físico em farmácia de hospital escola.

Método: Pesquisa exploratória de natureza qualitativa – método adotado, estudo de caso. As fontes de evidências foram: entrevista, questionário, análise de documentos, observação direta e observação indireta com abordagem do design thinking. Três servidores que atuam em farmácia de hospital escola, no controle de estoque de medicamentos (recebimento, armazenamento e distribuição) foram os sujeitos da pesquisa.

Resultado: Os resultados mostram que há uma necessidade de compreender como é realizado o controle de estoque de medicamentos, quem faz e como faz, além de identificar quem utilizava esse controle e suas necessidades. Para então compreender como os indivíduos visualizavam esse processo, foi necessário verificar a ocorrência de acidentes, incidentes e/ou erros ocorridos que pudessem prejudicar o controle de estoque de medicamentos. Com o objetivo de propor soluções inovadoras baseadas nos métodos de design thinking para uma melhor gestão da informação no controle de estoque de medicamentos, visando a facilitá-lo e torná-lo mais efetivo.

Conclusões: Surgiram novas questões que possibilitaram melhor utilização do espaço para receber, armazenar e distribuir os medicamentos, confirmando a importância da abordagem de design thinking para resolução de problemas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline Marques Luiz, Londrina State University

Mestre em Ciência da Informação (2018-2020). Especialista em Gestão Pública Hospitalar pela Universidade Estadual de Londrina (2010). Especialista em Auditoria e Controladoria pela Universidade Norte do Paraná (2003). Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Estadual de Londrina (1995).

Thais Batista Zaninelli, Londrina State University

Doutorado em Programa Doutoral Engenharia e Gestão Industrial pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Portugal(2012)
Professor Titular da Universidade Estadual de Londrina , Brasil

Ana Paula Perfetto Demarchi, Londrina State University

Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil(2011)
Professor Associado da Universidade Estadual de Londrina , Brasil

Referências

ALVAREGA NETO, Rivadália Correa Drummond. Gestão do conhecimento em organizações. Curitiba: Saraiva 2002.

BRESSAN, Flávio. O método do estudo de caso. Revista Administração online FECAP, São Paulo, v. 1, n. 1, jan./fev./mar. 2000. Disponível em: http://www.fecap.br/adm_online/art11/flavio.htm . Acesso em: 5 fev. 2019.

BROWN, Tim. Design Thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

DAVENPORT, Thomas H. Knowledge management and the broader firm: strategy, advantage, and performance. In: LIEBOWITZ, Jay (ed.). Knowledge management handbook. Boca Raton: CRC Press, 1999.

DEMARCHI, Ana Paula Perfetto. Gestão estratégica integradora de design. Londrina: Eduel, 2018.

DEMARCHI, Ana Paula Perfetto; FORNASIER, Cleuza Bittencourt Ribas; MARTINS, Rosane Fonseca de Freitas. DT e seus códigos visuais na gestão de design para inovação: inovação incremental pelo modelo geida. DAPesquisa, Florianópolis, v. 11, n. 16, p. 191-211, ago. 2016.

FACHIN, Odília. Fundamentos de metodologia. São Paulo: Saraiva. 2001.

FIRESTONE, J.; MCELROY, M. Key Issues in the New Knowledge Management. Boston, MA: Butterworth-Heinemann, 2003.

FORNASIER, Cleuza B. R.; MARTINS, Rosane F. F.; DEMARCHI, Ana Paula P. Produção e incorporação do design para inovação baseado no processo de DT: sistema DTKboard. In: MARTINS, Rosane F. F.; CERQUEIRA, Vicente (org.). Design para inovação: conceitos, proposições e casos no Brasil. São Paulo: Rio Books, 2018.

GIL, Antônio Carlos. Metodologia da pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

MACHADO, Denise Del Prá Netto; LEHMANN, Cristiane Arndt; ARAUJO, Bárbara. Organização e cultura de inovação: elementos concretos e fatores percebidos. Revista Alcance, Biguaçu, v. 15, n. 2, p. 152-168, 2008.

MARTINS, Rosane Fonseca de Freitas; FORNASIER, Cleuza Bittencourt Ribas; DEMARCHI, Ana Paula Perfetto. DTKBoard: norte para a produção e integração do conhecimento na condução do processo de inovação. Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação–Ciki, Florianópolis, v.1, n.1, p. 1-15, 2019.

MOZOTA, Brigitte Borja de. Gestão do design: usando o design para construir valor de marca e inovação corporativa. Tradução Lene Belon Ribeiro; Revisão técnica: Gustavo Severo de Borba. Porto Alegre, RS: Bookman, 2011.

NASSIF, Mônica Erichsen. Crença e tomada de decisão: perspectiva de análise do comportamento gerencial para o estudo de uso de informação. Ciência da Informação, v. 48, n. 2, p. 17-24, 2019.

PLATTNER, Hasso; LEIFER, Larry; MEINEL, Christoph (ed). Design Thinking: understand - improve – apply: understanding innovation. Berlin: Springer, 2011.

ROCHA, José Cláudio. A reinvenção solidária e participativa da universidade: um estudo sobre redes de extensão universitária. Salvador: EDUNEB, 2008.

VALDRICH, Tatiane; CANDIDO, Ana Clara. Mapa de empatia como proposta de instrumento em estudos de usuários: aplicação realizada na Biblioteca Pública de Santa Catarina. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 23, n. 1, p. 107-124, dez./mar., 2018. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6475664. Acesso em: 13 fev. 2020.

VALENTIM, Marta Ligia Pomim. Gestão da informação e gestão do conhecimento em ambientes organizacionais. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 1, n. 1, 2008. Disponível em: http://www.brapci.inf.br/_repositorio/2010/01/pdf_ea77bd91aa_0007779.pdf. Acesso em: 13 fev. 2020.

VERGANTI, Roberto. Design, meanings, and radical innovation: a metamodel and a research agenda. Journal of Product Innovation Management, New York, v. 25, n. 5, p. 436-456, 2008. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/beaf/884fe68cd983503b37a08936233903e52cf2.pdf. Acesso em: 5 mar. 2019.

VIANNA, Maurício; VIANNA, Ysmar; ADLER, Isabel K.; LUCENA, Brenda; RUSSO, Beatriz. Design Thinking: inovação em negócios. Rio de Janeiro: MJV Press, 2012.

WU, J. Business intelligence: the transition de data into Wisdom. [S. l.]: DM Direct, 2000.

YIN, Robert K. Case study research: design and methods. USA: Sage Publications Inc., 1989.

Publicado

2023-09-28

Como Citar

MARQUES LUIZ, Jaqueline; ZANINELLI, Thais Batista; DEMARCHI, Ana Paula Perfetto. O uso do design thinking em soluções inovadoras para a gestão da informação e do conhecimento em farmácia de hospital escola. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 28, p. 1–20, 2023. DOI: 10.5007/1518-2924.2023.e94660. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/94660. Acesso em: 21 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.