Explorando mágicas em aulas de Física

Autores

  • Anderson Coser Gaudio Departamento de Física, UFES

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2015v32n2p483

Palavras-chave:

Mágica, Ilusionismo, Estratégia de ensino, Aula de Física, Aprendizagem significativa

Resumo

Os vídeos postados no YouTube podem ser muito úteis em sala de aula, independentemente da área de conhecimento. Na área de Física, existe farto material esperando apenas que os professores saibam o que fazer com eles. Neste trabalho, apresentamos um relato de como utilizamos vídeos de números de mágica como material pedagógico auxiliar em aulas de Física. Como o objetivo da mágica é desafiar um princípio ou uma lei natural, torna-se interessante seu uso com o objetivo de tentar desvendar seu segredo de forma científica. Para ilustrar a aplicação desta estratégia, usamos uma apresentação do mágico Dynamo, realizada em Londres, em que ele caminha tranquilamente sobre as águas do rio Tâmisa. Uma vez superada a surpresa da ilusão, os alunos são conduzidos pelo professor a tentar obter uma explicação fisicamente plausível para o segredo da mágica. Para levar a cabo esta tarefa, seguimos os passos do chamado método científico em sua forma tradicionalmente definida nos livros escolares. Os resultados obtidos são muito positivos, uma vez que se observa claramente o engajamento dos alunos na busca pela explicação correta. Essa estratégia é recomendada para uso nas aulas de Física do ensino médio e dos semestres iniciais de cursos universitários.

Biografia do Autor

Anderson Coser Gaudio, Departamento de Física, UFES

Possui graduação em Farmácia pela Faculdade de Farmácia e Bioquímica do Espirito Santo (1982), mestrado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (1992), doutorado em Ciências pela Universidade Estadual de Campinas (1998) e pós-doutorado em Ensino de Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2011). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal do Espírito Santo. Até 2008 realizou pesquisas na área de Química Medicinal, com ênfase em Relações entre Estrutura Química e Atividade Biológica, atuando principalmente nos seguintes temas: relações entre estrutura química e atividade biológica, desenvolvimento de software aplicativos na área de química quântica, química medicinal e ensino de física. A partir de 2008, direciona a produção técnico-científica para a área de Ensino de Física. Coordena o Laboratório de Desenvolvimento e Aplicação de Novas Tecnologias no Ensino de Física (TecnoLab), no Departamento de Física da Universidade Federal do Espírito Santo, que produz e aplica recursos didáticos para uso em cursos de graduação da área de ciências exatas, como Problemas Resolvidos de Física, Aulas de Física em Flash, Aulas de Física em PowerPoint, Física no YouTube e Física com Mathematica. Possui conhecimentos de programação em Visual Basic, PHP/MySQL e HTML. Produz animações em Flash/ActionScript e edita filmes sobre tópicos de Física para uso dos alunos de graduação em ciências exatas. Gestor do contrato institucional entre a UFES e a Wolfram Research, que possibilitou a concessão de licenças do software Mathematica para alunos e professores de nossos quatro campi. É instrutor do Mathematica certificado pela Wolfram Research.

Downloads

Publicado

2015-03-19

Edição

Seção

Relatos e propostas de experiências didáticas