Aspectos da teoria de Vigotski no processo de medição de grandezas físicas na universidade

Autores

  • Raphael Nunes Púpio Maia Universidade Federal do Rio de Janeiro, Campus Macaé
  • Rubem Raphael dos Santos Caetano Universidade Federal do Rio de Janeiro, Campus Macaé
  • Franciole Marinho Universidade Federal de São Carlos, Campus Araras

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2016v33n3p822

Palavras-chave:

Ensino de Física, Medida, Análise de dados, Vigotski

Resumo

Investigamos o uso intencional de signos científicos por parte de estudantes universitários no laboratório didático de física analisando a resolução de tarefas simples de tratamento estatístico de dados num experimento hipotético de mecânica por meio de um levantamento discursivo. Interpretamos nossos resultados com base na Teoria Histórico-Cultural de Vigotski, descrevendo a forma com que estímulos externos auxiliares podem alterar o comportamento do indivíduo ao relatar, comparar, e reunir dados experimentais. Nossa abordagem naturalmente permite delinear como os signos associados às medições experimentais são gradualmente incorporados pelos indivíduos ao longo da instrução formal no ensino superior.

Biografia do Autor

Raphael Nunes Púpio Maia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Campus Macaé

Graduação em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001), mestrado em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (2004) e doutorado em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (2007). Atualmente é docente da UFRJ, campus Macaé.

Rubem Raphael dos Santos Caetano, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Campus Macaé

Possui mestrado profissional em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (2015). Trabalha como técnico de laboratório/ Física na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ- Macaé) e atua em um projetos ligados ao ensino de física, divulgação cientifica e instrumentação. Leciona na engenharia da UFRJ/Macaé como professor substituto em Física e no pré-vestibular comunitário da Nossa Senhora da Consolação e Correia. 

Franciole Marinho, Universidade Federal de São Carlos, Campus Araras

Mestre em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2016-12-15

Edição

Seção

Pesquisa em Ensino de Física