Um presente de grego: a máquina de Hero de Alexandria

Autores

  • Penha Maria Cardoso Dias UFRJ - Rio de Janeiro
  • Andrea de Azevedo Morégula UESC - Bahia
  • Luana Márcia Baptista Tavares UFRJ - Rio de Janeiro
  • Ludmila Gabcan UFRJ - Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

Hero de Alexandria (século III a.C.) nos legou uma engenhoca termopneumática, para abrir e fechar portas (de um templo). Essa máquina pode ser considerada uma legítima máquina térmica. Construímos um modelo da máquina de Hero, de fabricação caseira a partir de desenhos em livros de História da Ciência. Nesse trabalho, apresentamos sua flanta e fotos, bem como discutimos as dificuldades que encontramos em sua construção.

Biografia do Autor

Andrea de Azevedo Morégula, UESC - Bahia

Graduação em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992), mestrado em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995) e doutorado em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Ludmila Gabcan, UFRJ - Rio de Janeiro

Graduação em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996), especialização em Licenciatura Matemática pelo Fundação Técnico Educacional Sousa Marques (2002), mestrado em Engenharia (Pesq. Operac. e Gerenc. de Produção) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000) e curso-tecnico-profissionalizante em Técnico em Eletrônica pela Escola Técnica Estadual Visconde Mauá (1984).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

1993-01-01

Edição

Seção

Artigos