A formação inicial do professor de língua portuguesa e a elaboração didática dos conteúdos de ensino: o caso de uma universidade no Vale do Itajaí

Ana Paula Kuczmynda Silveira

Resumo


Este artigo tem escopo sobre a elaboração didática da noção de gênero do discurso para as práticas de ensino e aprendizagem de leitura/escuta, produção textual e análise linguística que se depreende dos relatórios e projetos de estágio supervisionado produzidos por acadêmicos em fase final da formação inicial no contexto do Curso de Graduação em Letras Inglês/Português de uma universidade situada na região do Vale do Itajaí (SC). A pesquisa envolveu a análise de 40 documentos de estágio elaborados entre o primeiro semestre de 2002 e o segundo semestre de 2008, período este que envolve a transição entre duas grades curriculares do referido curso. Na vigência da primeira grade estudada, prepondera uma preocupação classificatória (classificação de textos quanto ao gênero) e o trabalho norteado pela tipologia escolar clássica. Na vigência da segunda grade, ainda que muitas vezes os gêneros não sejam efetivamente alvo de elaboração didática, depreendemos uma perspectiva de mudança, verificada na preocupação em se pesquisar sobre o gênero a ser trabalhado; na busca por oportunizar ao aluno desenvolver um conhecimento procedimental do gênero e na articulação entre práticas de leitura e produção textual.


Palavras-chave


gêneros do discurso; elaboração didática; leitura/escuta; produção textual; análise linguística.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2011v8n1p75

Direitos autorais

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil