Identidades profissionais e práticas de letramento em um Centro de Atendimento Educacional Especializado – AEE

Autores

  • Lissa Mara Saraiva Fontenele ALUNA DO DOUTORADO DE LINGUÍSTICA DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA (PPGL) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ (UFC)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2014v11n2p123

Palavras-chave:

identidades, interdisciplinaridade, letramentos, centros de atendimento educacional especializados.

Resumo

Este estudo objetiva entender como as identidades profissionais em um AEE são construídas no contexto das relações profissionais entre as pedagogas e os grupos terapêuticos. Compreendendo que essas relações são influenciadas pelas práticas de letramento relativas às diversas áreas profissionais representadas na instituição e pelos eventos de letramento (HEATH, 1983; BARTON, 2009) e considerando que as práticas de letramento estão intimamente relacionadas às identidades das pessoas que as praticam, trabalho aqui com a abordagem de Gee (2000-2001, 2003), que caracteriza quatro tipos de identidades que se inter-relacionam de forma complexa e significativa nos diversos contextos cotidianos das pessoas. Os dados advieram de minha pesquisa etnográfica em andamento. A análise sugere que as identidades profissionais construídas no AEE são distintas para as pedagogas e para os membros dos grupos terapêuticos. Essa diferença demonstra uma assimetria nas relações entre os profissionais – o que acaba por afetar, de forma negativa, os atendimentos.

Biografia do Autor

Lissa Mara Saraiva Fontenele, ALUNA DO DOUTORADO DE LINGUÍSTICA DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA (PPGL) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ (UFC)

Aluna do Doutorado de Linguística do Programde de Pós Graduação em Linguística (PPGL) da Universidade Federal do Ceará (UFC)

Downloads

Publicado

2014-02-05

Edição

Seção

Artigo