O signo ideológico “piso” em campanha eleitoral: uma proposta de análise discursivo-dialógica

Autores

  • Vanessa Fonseca Barbosa Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Tamiris Machado Gonçalves Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Andreza Baptista Teichmann Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2017v14n3p2373

Palavras-chave:

Gêneros discursivos, Signo ideológico, Discurso político

Resumo

Visando a compreender aspectos da produção, circulação e recepção do discurso, este estudo analisa os efeitos de sentido gerados pela utilização do signo ideológico piso por um candidato ao governo do Rio Grande do Sul nas eleições de 2014. Para tanto, ancora-se nos pressupostos bakhtinianos e estabelece uma interface com os trabalhos de Patrick Charaudeau, especificamente no que tange ao discurso político. Como resultados, apresenta-se um exemplo para demonstrar como pode ser realizada uma abordagem discursiva de análise de excertos linguísticos concretos, pertencentes a esferas de comunicação social reais. Essa proposta almeja ser um convite para levar o leitor a vislumbrar a possibilidade de um trabalho com língua portuguesa baseado no conceito de linguagem em uso, em que é promovido uma reflexão que contempla tanto aspectos linguísticos quanto sociais para se compreender os sentidos veiculados.

Biografia do Autor

Vanessa Fonseca Barbosa, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com bolsa CNPq. Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel).

Tamiris Machado Gonçalves, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com bolsa CNPq. Mestre em Linguística também pela PUCRS.

Andreza Baptista Teichmann, Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul

Professora do Estado do Rio Grande do Sul. Mestre em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2017-09-25

Edição

Seção

Artigo