Chapeuzinho Vermelho em três versões: análise de gênero na perspectiva sistêmico-funcional

Autores

  • Cristiane Fuzer Universidade Federal de Santa Maria
  • Sabrine Weber Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2018v15n3p3210

Palavras-chave:

Linguística Sistêmico-Funcional, Gênero, Estória

Resumo

Este trabalho focaliza o funcionamento da linguagem em instanciações de gêneros da família das estórias, de acordo com a abordagem sistêmico-funcional de gênero (MARTIN; ROSE, 2008 e ROSE; MARTIN, 2012), que se fundamenta em princípios da Gramática Sistêmico-Funcional (HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004, 2014). Para demonstrar como funções léxico-gramaticais e semântico-discursivas evidenciam a instanciação de gêneros, foram analisados e comparados três textos que compartilham o propósito de envolver leitores/ouvintes: os clássicos Chapeuzinho Vermelho, nas versões de Charles Perrault, no século XVII, e dos Irmãos Grimm, e uma versão reinventada dessa estória em contexto escolar. A análise dos sistemas de transitividade e avaliatividade, que contribuem para realizar as etapas de gênero em cada texto, evidenciou duas instanciações do gênero narrativa, cujo propósito é resolver uma complicação, e uma instanciação do gênero exemplum, cujo propósito é julgar caráter ou comportamento.

Biografia do Autor

Cristiane Fuzer, Universidade Federal de Santa Maria

Professora associada do Departamento de Letras Vernáculas e do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Santa Maria

Sabrine Weber, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda em Estudos Linguísticos na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Referências

CANTON, K. Os contos de fadas e a arte. São Paulo: Prumo, 2009.

CASTRO, R. Chapeuzinho dos olhos vermelhos. In: FUZER, C. WEBER, T. (Org). Modernizando os Clássicos. Santa Maria: Ateliê de Textos, CAL, DLV, UFSM, 2012.

FARENCENA, G. S. Artigo de opinião como macrogênero: relações lógico-semânticas na perspectiva sistêmico-funcional. 2015. 234 f. Tese (Doutorado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.

FUZER, C. Ateliê de textos: Práticas orientadoras no processo de produção e avaliação de textos na perspectiva textual-interativa. Projeto de ensino e extensão Registro GAP/CAL nº 029622. Santa Maria: CAL, UFSM, 2011.

______. Leitura e escrita em Língua Portuguesa na perspectiva sistêmico-funcional. Projeto pesquisa Registro GAP/CAL nº 037375. Santa Maria: CAL, UFSM, 2014.

______. Realizações linguísticas e instanciação de gêneros na perspectiva sistêmico-funcional. DELTA, v. 34, n.1, p.269-304, 2018. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1590/0102-445082775369453342>. Acesso em: 10 jun. 2018.

FUZER, C. (Org.). Ateliê de Textos para ler e reinventar estórias: do contexto ao texto. Série Cadernos de Extensão, Cultura, n. 1, Santa Maria: Editora da Pró-Reitoria de Extensão da UFSM, 2017. [E-book]. Disponível em: < https://repositorio.ufsm.br/handle/1/11535>. Acesso em: 10 jun. 2018.

FUZER, C.; GERHARDT, C; WEBER, S. Etapas e fases da narrativa em O Pequeno Polegar: análise de gênero na perspectiva sistêmico-funcional. Cadernos do IL, Porto Alegre, n. 52, p. 162-181, dez. 2016.

GEHRKE, N. A. Foto do dia ou microcrônica verbo-visual? Um gênero na perspectiva da Escola de Sydney. 2015. 212 f. Tese (Doutorado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.

GRIMM. Chapeuzinho Vermelho. Trad. Nilce Teixeira. In: PERRAULT, C.; GRIMM, et al. Contos de Fada. Rio de Janeiro: Zahar, 2010 [1857].

HALLIDAY, M. A. K. An introduction to functional grammar. London: Arnold, 1985.

HALLIDAY, M. A. K.; HASAN, R. Language, context and text: aspects of language in a social-semiotic perspective. Oxford: Oxford University Press, 1989.

HALLIDAY, M.A.K. Methods – techniques – problems. In: HALIDAY, M.A.K.; WEBSTER, J.J. (Ed.). Continuum Companion to Systemic Functional Linguistics. London and New York: Continuum International Publishing Group, 2009. p. 59-86.

HALLIDAY, M. A. K.; MATTHIESSEN, C. M. I. M. Halliday’s Introduction to Functional Grammar. New York / London: Routledge, 2014.

______. An introduction to functional grammar. London: Edward Arnold, 2004.

HERBSTER, A; TAVARES, M. Recolorindo a Chapeuzinho: novos temas e intertextualidade. Revista Enlije, Campina Grande, v.1, n.2, p. 51-69, 2014.

HYON, S. Genre in three traditions: Implications for ESL. TESOL Quarterly, v. 30, n. 4, p. 693-722, 1996.

HUSTON, N. A espécie fabuladora. Porto Alegre: L&PM, 2010.

LABOV, W.; WALETZKY, J. Narrative analysis: oral versions of personal experiences. In: HELM, J. (Ed.). Essays on the Verbal and Visual Arts. Seattle: University of Washington Press, 1967.

MARTIN, J. R. Types of Writing in Infants and Primay School. In: MARTIN, J.R. Genre Studies. Edited by Wang Zhenhua. Collected Works of J. R. Martin, v. 3. Shanghai: Shanghai Jiao Tong University Press, 2012 [1984]. p. 09-30.

______; PLUM, G. Construing Experience: Some Story Genres. In: MARTIN, J.R. Genre Studies. Edited by Wang Zhenhua. Collected Works of J. R. Martin, v. 3. Shanghai: Shanghai Jiao Tong University Press, 2012. p. 152-160.

MARTIN, J.; ROSE, D. Genre Relations: MappingCulture. London: Equinox, 2008.

MARTINS, K. Chapeuzinho: uma narrativa e várias leituras. Revista Enlije, Campina Grande, v.1 , n. 2, 2014.

______.Genre and Literacy-Modeling Context in Educational Linguistics. Annual

Review of Applied Linguistics, v. 13, p. 141-172, 1992.

MARTIN; WHITE, P. R. R. The language of evaluation: appraisal in English. London: Palgrave, 2005.

MEREGE, A. Os contos de fadas: origens, história e permanência no mundo moderno. São Paulo: Claridade, 2010.

MOTTA-ROTH, D; HEBERLE, V. A short cartography of genre studies in Brazil. Journal of English for Academic Purposes, xxx, p. 22-31, 2015.

PRATA, Mario. Chapeuzinho Vermelho de Raiva. Rio de Janeiro: Editora Globo, 1970. Disponível em: https://marioprata.net/literatura-2/literatura-infantil/ chapeuzinho-vermelho-de-raiva/

PERRAULT, Charles. Contos de Perrault. Tradução de Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Paulus, 2005 [1695].

RODRIGUES, A. Análise da ideação, avaliatividade e tematização em narrativas de aprendizagem de línguas. Delta, São Paulo, v. 26, n. 2, p. 255-288, 2010.

ROSE, D.; MARTIN, J. Learning to write, reading to learn: Genre, Knowledge and Pedagogy in the Sydney School. London: Equinox, 2012.

ROTHERY, J. Story Writing in Primary School: Assessing Narrative Type Genres. PhD Thesis, University of Sydney, Sydney, 1990.

ROTHERY, J.; STENGLIN, M. Entertaining and instructing: exploring experience through story. In: CRHISTIE, F.; MARTIN, J.R. (Ed.). Genre and Institutions: Social Processes in the Workplace and School. London: Pinter. 1997. p. 134-160.

SANTOS, T. S. Nos caminhos da natureza: análise de gêneros na perspectiva sistêmico-funcional em livros didáticos de ciências naturais. 2016. 295 f. Tese (Doutorado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.

SOARES, P. A arte de escrever histórias. Baueri: Amarilys, 2010.

TATAR, M. Contos de fadas: edição comentada e ilustrada. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

TAVARES, F. SILVA, S. Leitura e intertextualidade nas diferentes versões de Chapeuzinho Vermelho. In: CÍRCULO FLUMINENSE DE ESTUDOS FILOLÓGICOS E LINGUÍSTICOS, 8.. 2013. Rio de Janeiro. Anais da Revista Philologus, Ano 19, n. 57. Rio de Janeiro: CiFEFiL, set./dez.2013.

THOMPSON, G.; THETELA, P. The sound of one hand clapping: the management of interaction in written discourse. Text, n.15, v.1, p. 103- 127, 1995.

VOLOBUEF , K. Contos de fadas dos Irmãos Grimm. Carta na Escola. #Carta, 10 jan. 2013. Disponível em: <https://www.cartacapital.com.br/educacao/carta-fundamental-arquivo/contos-de-fadas-dos-irmaos-grimm>. Acesso em: 27 jun. 2017.

WEBSTER, J. J. An introduction to continuum companion to Systemic Functional Linguistics. In: HALLIDAY, M. A. K.; WEBSTER, J. J. Continuum companion to Systemic Functional Linguistics. New York: Continuum, 2009.

Downloads

Publicado

2018-10-23

Edição

Seção

Artigo