Discursos sobre a imposição do trabalho humano como critério de ressocialização

Autores

  • Ângela Maria Rubel Fanini Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFTPR) - PR Centro Universitário Campus Andrade- UNIANDRADE Bolsista de produtividade CNPQ.
  • Adriana Cabral dos Santos Universidade Tecnológica Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2019v16n3p3966

Palavras-chave:

Universo do Trabalho, Estratégias de poder-saber, Discurso jurídico-penal

Resumo

Este artigo objetiva problematizar a centralidade da esfera laboral enquanto dimensão exclusiva da possibilidade de reinserção social de apenados que precisam provar que podem se integrar ao mercado de trabalho para terem suas penas reduzidas. Michel Foucault compreendeu o trabalho como força política que promove o ajustamento dos indivíduos à sociedade do trabalho. O sujeito é investido por poderes ao identificar-se cidadão laborioso, colocando-se em uma posição social privilegiada que pode protegê-lo de agressões e punições, concedendo-lhe uma identidade aceitável e afastando-o dos excluídos sociais. Os discursos sobre a essencialidade do trabalho no sistema jurídico-penal, enfatizando o trabalho como proposta de reinserção social, encontram-se no cerne das estratégias de poder, contribuindo para excluir, criminalizar e punir os desempregados. Analisamos alguns desses discursos sobre o trabalho, objetivando questionar a sua onipresença positiva, denunciar a opressão de sua obrigatoriedade e sua estratégia de disciplinamento.

Biografia do Autor

Ângela Maria Rubel Fanini, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFTPR) - PR Centro Universitário Campus Andrade- UNIANDRADE Bolsista de produtividade CNPQ.

Doutora em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e bolsista de produtividade em pesquisa pelo CNPq. 

Adriana Cabral dos Santos, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutorado pela UTFPR, Progrma de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade.

Professora em Letras e Comunicação, UTFPR.

Referências

BAUMAN, Z. A sociedade individualizada: vidas contadas e histórias vividas. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

DEJOURS, C. A banalização da injustiça social. 7 ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

FOUCAULT, M. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 2002a.

______. Atenção: perigo. In: Segurança, Penalidade e Prisão . Ditos e Escritos VIII. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012a.

______. Diálogo sobre o poder. In: Estratégia, poder-saber. Ditos e Escritos IV. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012b.

______. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

______. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2004a.

______. História da sexualidade I: A vontade de saber. 15 ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2003a.

______. Microfísica do poder. 18 ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2003b.

______. A Ordem do Discurso. 9 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2003c.

______. O sujeito e o poder. In: RABINOW, Paul e DREYFUS, Hubert. Uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

______. A Tecnologia Política dos Indivíduos. In: Ética, sexualidade, política. Ditos e Escritos V. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004b.

______. A verdade e as formas jurídicas. Rio de Janeiro: Nau Ed., 2002b.

______. Verdade, Poder e Si. In: Ética, sexualidade, política. Ditos e Escritos V. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004c.

______. Vigiar e Punir: história da violência nas prisões. 26 ed. Petrópolis: Vozes, 2002c.

GORZ, A. Adeus ao proletariado. Rio de janeiro: Forense Universitária, 1982.

KURZ, R. Manifesto contra o trabalho. http://www.consciencia.org/krisis.shtml.

Acesso em 11 de maio de 2017.

LAFARGUE, P. O direito à preguiça. São Paulo: Editora Claridade, 2003.

LUKÁCS, G. The ontology of social being: Labour. Londres: Merlin Press, 1980.

SENNETT, Richard. A corrosão do caráter: consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo. 13 ed. Rio de Janeiro: Record, 2008.

Downloads

Publicado

2019-10-22