A produção oral em um livro didático de italiano para estrangeiros

Jefferson Evaristo do Nascimento Silva, Annita Gullo

Resumo


Neste artigo analisaremos um livro didático de italiano para estrangeiros – a saber, Chiaro! A1 – observando em especial as suas atividades de Produção Oral a partir de três Unidades Didática (UD) em específico. Considerando as informações oferecidas pelo livro em sua apresentação e a realização das atividades indicadas pelo livro como tendo foco na comunicação, investigaremos de que forma elas se efetivam e como a língua é entendida no manual. Como base teórica e metodológica, nos valeremos dos pressupostos do Quadro Comum Europeu de Referência (QCER) (CONSEJO DE EUROPA, 2002) e da Competência Comunicativa (HYMES, 1972; BALBONI, 2002; MAINGUENEAU, 2004), inserida num contexto maior de ensino e aprendizagem de línguas a partir de uma Abordagem Comunicativa (ALMEIDA FILHO, 2010; RICHARDS, 2006; RICHARDS;RODGERS, 2003; BORNETTO, 1998). Nossas conclusões apontam para uma possível inadequação no uso da terminologia “comunicativa” para o manual.


Palavras-chave


Produção Oral; Livro Didático; Avaliação; Italiano

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2015v12n4p966

Direitos autorais 2015 Fórum Linguístico

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil