A audiência potente e as novas relações no jornalismo

Giovana Borges Mesquita, Alfredo Eurico Vizeu

Resumo


 

A audiência tem sido um grande enigma para o jornalismo. Para quem escrevemos? Que assuntos interessam aos nossos leitores, telespectadores, ouvintes, internautas? Neste artigo, lançamos a hipótese da audiência potente - um novo agente que se envolve ou é envolvido nos processos, nas práticas e nas rotinas jornalísticas, possuindo força de propagação da informação, não necessariamente notícia; capacidade de ação, proporcionada pelo seu acesso aos meios de produção e divulgação de conteúdos; e capacidade de transformação, na medida em que muda sua forma de ação e de comportamento ao longo do tempo, dependendo de condições culturais, econômicas, sociais, tecnológicas, dentre outras. A preocupação central do artigo é buscar compreender como as audiências são envolvidas e que mudanças têm provocado na produção das notícias no jornalismo, após o que se denomina WEB 2.0, uma fase no desenvolvimento da World Wide Web que favorece e promove a participação dos usuários.


Palavras-chave


Jornalismo; Audiência; Audiência Potente

Texto completo:

artigo


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2014v11n2p596

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons