Sobre o método da história oral em sua modalidade trajetórias de vida

Rita de Cássia Gonçalves, Teresa Kleba Lisboa

Resumo


http://dx.doi.org/10.1590/S1414-49802007000300009

Este artigo busca explorar o potencial da pesquisa qualitativa, apresentando o método da história oral na sua modalidade trajetórias de vida, com o propósito de discutir a possibilidade de sua utilização em investigações científicas na profissão de Serviço Social. Situa os fundamentos epistemológicos da história oral, conferindo-lhe o caráter científico. Apresenta a modalidade trajetórias de vida como um constructo histórico e social que utiliza diferentes técnicas de entrevista para dar voz aos sujeitos até então invisíveis, anunciando as principais etapas dos procedimentos metodológicos utilizados nesta abordagem. Destaca, nas conclusões, a importância da construção desse modelo, sua projeção como uma proposta investigativa que implica um processo de compreender e analisar os universos sociais contextualizados e interconectados à luz da realidade das trajetórias de vida dos sujeitos pesquisados.


Palavras-chave


Pesquisa qualitativa; Pressupostos epistemológicos; História oral; Trajetórias de vida; Qualitative research; Epistemological presumptions; Oral history; Life trajectories

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802007000300009

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.