Cidadania e eqüidade de gênero: políticas públicas para mulheres excluídas dos direitos mínimos

Teresa Kleba Lisboa, Daniele Beatriz Manfrini

Resumo


 


Este artigo originou-se de um projeto de pesquisa, desenvolvido pelo do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Serviço Social e Relações de Gênero (NUSSERGE), que teve como objetivo discutir políticas públicas destinadas a mulheres excluídas dos direitos mínimos. A maioria das decisões públicas, que afeta as mulheres, é guiada por preferências masculinas e não por necessidades femininas. Pretende-se neste artigo, discorrer sobre os difíceis percursos que têm marcado a história das mulheres na conquista de sua cidadania e empoderamento, enfocar a necessidade de considerar a eqüidade de gênero na elaboração de políticas, chamar atenção e sobre o descaso do poder público em relação à questão da violência contra mulheres. Enfim, destacar o papel do Estado em relação à demanda de políticas públicas para mulheres excluídas para que elas possam exercer de fato sua verdadeira cidadania.


Palavras-chave


Cidadania; Eqüidade de gênero; Famílias monoparentais; Políticas públicas; Citizenship; Gender equity; Single parent families; Public policies

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
A Revista Katálysis possui uma Licença Creative Commons

Todos os direitos estão reservados à Revista Katálysis. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social. Universidade Federal de Santa Catarina.

R. Katál., UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - ISSNe: 1982-0259

E-mail: revistakatalysis@gmail.com