Globalização, terceiro setor e desenvolvimento. Algumas experiências da transnacionalização do setor não lucrativo no México

Laura Margarita Elías Mortera

Resumo


Este artigo é uma abordagem de pesquisa sobre as organizações civis, isto é, as organizações sem fins lucrativos e seu papel transnacional. A primeira parte aborda o estudo dos conceitos e de algumas correntes teóricas que tentam explicar a sociedade civil, a complexidade do tema e o fenômeno de emergência do associacionismo e as redes transnacionais. A segunda parte mostra como é que, no contexto da globalização (Norte-Sul) e no atual modelo de desenvolvimento a nível internacional, as organizações civis adquirem relevância, geram recursos, criam alianças com os governos e com seus pares transnacionais. A terceira parte apresenta o caso do México, a partir de uma análise histórica, para entender a emergência das organizações ambientais e de gênero. Na última parte, são abordados três casos de associações civis no México e as redes que elas formam, gerando vínculos transnacionais, que permanecem e tentam manter-se e incidir nas decisões políticas e na formação e capacitação de recursos humanos.


Palavras-chave


Globalización; Desarrollo; Norte-Sur; Tercer sector; Redes transnacionales; Globalização; Desenvolvimento; Norte-Sul; Terceiro setor; Redes transnacionais; Globalization; Development; The North-South divide; The Third sector; Transnatinal networks

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/%25x

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.