Aventais (não mais) sujos de ovos: re(a)presentações

Autores

  • Tânia Regina Oliveira Ramos Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2013v18nesp1p161

Palavras-chave:

Escritoras brasileiras, Escrita feminina, Maternidade

Resumo

O título, na sua ambiguidade, vem de uma canção em homenagem às mães: "Mamãe, mamãe. Eu me lembro chinelo na mão, avental todo sujo de ovo", O objetivo deste ensaio é mostrar narrativas contemporâneas que  buscam representar pela escrita os sentidos da paixão da mulher urbana moderna, suas experiências de moralidade, o que resta do que se chamou arquetipicamente respeitabilidade e responsabilidade doméstica.

Biografia do Autor

Tânia Regina Oliveira Ramos, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Atualmente é professor Associado IV e coordena o núcleo Literatura e Memória da UFSC, núcleo com projetos aprovados pela FAPESC e CNPq. Faz parte da Coordenação Geral da Revista Estudos Feministas e do Conselho Editorial das revistas, UniLetras, - Mafuá Ciências e Letras, Literatura Hoje, Signótica. É professora de Literatura Brasileira no Curso de Letras da UFSC. Atua, pesquisa e publica nas linhas de pesquisa História e Memória, escritas de si e gênero.

Downloads

Publicado

2013-09-02

Como Citar

Ramos, T. R. O. (2013). Aventais (não mais) sujos de ovos: re(a)presentações. Anuário De Literatura, 18, 161-174. https://doi.org/10.5007/2175-7917.2013v18nesp1p161

Edição

Seção

Escritas contemporâneas