Imagem corporal e indicadores antropométricos em adolescentes vivendo com HIV

Autores

  • Luiz Rodrigo Augustemak de Lima Universidade Federal de Santa Catarina
  • Davi Monteiro Teixeira Universidade Federal de Santa Catarina
  • Priscila Custódio Martins Universidade Federal de Santa Catarina
  • Cilene Rebolho Martins Universidade Federal de Santa Catarina
  • Andreia Pelegrini Universidade Federal de Santa Catarina
  • Edio Luiz Petroski Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2018v20n1p53

Palavras-chave:

Antropometria, Distribuição da gordura corporal, HIV, Imagem corporal

Resumo

Objetivou-se comparar a imagem corporal e os indicadores antropométricos entre adolescentes vivendo com HIV e sem o diagnóstico da infecção (grupo controle). Além disso, foram testadas associações entre variáveis antropométricas, infecção / tratamento, maturação sexual e sociodemográficas com a imagem corporal em adolescentes vivendo com HIV. Participaram 111 adolescentes com idade de 10 a 15 anos, divididos em adolescentes que vivem com HIV (n = 57) e controles (n = 54). A imagem corporal foi investigada a partir da escala de oito silhuetas corporais. As medidas antropométricas realizadas foram massa corporal, estatura, perímetros e dobras cutâneas. Foi encontrado que 54,4% dos adolescentes que vivem com o HIV estavam insatisfeitos com a imagem corporal, sendo que 38,6% indicaram insatisfação por magreza. Por outro lado, adolescentes do grupo controle demonstraram insatisfação com a imagem corporal por excesso de peso (40,74%). Não foi encontrada diferença entre o grupo HIV e controle para os indicadores antropométricos analisados. O sexo (β = -0,52), a idade (β = 0,18), a massa corporal (β = 0,07), o índice de massa corporal (β = -0,19) e a área muscular do braço (β = -0,08) explicaram 42% da variação do escore de imagem corporal em adolescentes que vivem com HIV. A insatisfação com a imagem corporal no grupo HIV é apontada pela magreza e no controle pelo excesso de peso. Quase metade da variação da imagem corporal dos adolescentes que vivem com HIV foi explicada pelas variáveis demográficas e antropométricas.

Biografia do Autor

Luiz Rodrigo Augustemak de Lima, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Davi Monteiro Teixeira, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Priscila Custódio Martins, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Cilene Rebolho Martins, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Andreia Pelegrini, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Edio Luiz Petroski, Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade Federal de Santa Catarina

Downloads

Publicado

2018-03-14

Edição

Seção

Artigos Originais