Análise da massa corporal de adultos por diferentes métodos indiretos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2020v22e60591

Palavras-chave:

Antropometria, Obesidade, Saúde

Resumo

A antropometria é considerada um método aplicável e eficaz para rastrear a adiposidade. Dentre os métodos atuais estão o índice de Massa Corpórea (IMC) e Índice Cintura Quadril (ICQ). Entretanto, ambos apresentam limitações por não estimarem adiposidade. Recentemente o Índice de Adiposidade Corporal (IAC) surgiu como uma importante ferramenta na avaliação da massa adiposa de grandes populações. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar adultos com idade entre 18 e 50 anos através do IMC, IAC e ICQ e analisar o grau de concordância entre os métodos. Analisou-se 2602 indivíduos dos quais 1457 eram mulheres e 1145 homens. Verificou-se que a população de homens foi classificada como sem excesso de peso apenas para o ICQ e as mulheres para o IMC e ICQ. Em contrapartida a população de homens encontra-se classificada como saudável apenas para o ICQ e as mulheres para o IMC e ICQ. Somente foi observada uma positiva e significante concordância entre o IMC e IAC. Portanto, pode-se concluir que o IAC é uma alternativa para avaliação da composição corporal, se mostrando um bom método para estimar o percentual de gordura corporal total de homens e mulheres na faixa etária de 18 a 50 anos, ampliando-se dessa forma as possibilidades de avaliação do perfil antropométrico e diagnóstico de sobrepeso e obesidade.

Referências

Gluckman PD, Hanson M, Zimmet P, Forrester T. Losing the War Against Obesity: The Need for a Developmental Perspective. Sci Transl Med 2011;3(93):19.

Malta DC, Silva Jr JB. O Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil e a definição das metas globais para o enfrentamento dessas doenças até 2025: uma revisão. Epidemiol Serviços Saúde 2013;22(1):151–64.

Abrantes MM, Lamounier JA, Colosimo EA. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes das regiões Sudeste e Nordeste. J Pediatr (Rio J) 2002;78(4):335–40.

Buss J. Limitations of Body Mass Index to Assess Body Fat. Workplace Health Saf 2014 ;62(6):264–264.

Medeiros RJD, Sousa M, Cantisani GN, Lima ACL, Torres M, Silva JMF, et al. Analise do impacto do ICQ e cc sobre o risco cardíaco em pessoas com baixos níveis de atividade física. Conexões 2008;6(0):184–96.

Acuña K, Cruz T. Avaliação do estado nutricional de adultos e idosos e situação nutricional da população brasileira. Arq Bras Endocrinol Metabol 2004;48(3):345–61.

Oliveira Filho A, Shiromoto R. Efeitos do exercício físico regular sobre índices preditores de gordura corporal: índice de massa corporal, relação cintura-quadril e dobras cutâneas. J Phys Educ 2008;12(2):105–12.

Bergman RN, Stefanovski D, Buchanan TA, Sumner AE, Reynolds JC, Sebring NG, et al. A Better Index of Body Adiposity. Obesity 2011;19(5):1083–9.

Segheto W, Hallal PC, Marins JCB, Silva DCG, Coelho FA, Ribeiro AQ, et al. Fatores associados e índice de adiposidade corporal (IAC) em adultos: estudo de base populacional. Cien Saude Colet 2018;23(3):773–83.

Landis JR, Koch GG. The measurement of observer agreement for categorical data. Biometrics 1977;33(1):159–74.

Wang YC, McPherson K, Marsh T, Gortmaker SL, Brown M. Health and economic burden of the projected obesity trends in the USA and the UK. Lancet 2011;378(9793):815–25.

Yusuf S, Hawken S, Ôunpuu S, Bautista L, Franzosi MG, Commerford P, et al. Obesity and the risk of myocardial infarction in 27 000 participants from 52 countries: a case-control study. Lancet 2005;366(9497):1640–9.

Lear SA, James PT, Ko GT, Kumanyika S. Appropriateness of waist circumference and waist-to-hip ratio cutoffs for different ethnic groups. Eur J Clin Nutr 2010;64(1):42–61.

Sampaio LR, Figueiredo V. Correlação entre o índice de massa corporal e os indicadores antropométricos de distribuição de gordura corporal em adultos e idosos. Rev Nutr 2005;18(1):53–61.

Goyal D, Logie I-M, Nadar SK, Lip GYH, Macfadyen RJ. Generalized Obesity but not that Characterized by Raised Waist-Hip Ratio Is Associated with Increased Perceived Breathlessness During Treadmill Exercise Testing. Cardiovasc Ther 2009;27(1):10–6.

Gonçalves R, Mascarenhas LPG, Liebl EC, Lima VA, Souza WB, Grzelczak MT, et al. Grau de concordância do IMC e do IAC com percentual de gordura corporal. Rev Bras Qual Vida 2014;6(1): 8-16.

Downloads

Publicado

2020-06-24

Edição

Seção

Artigos Originais