Índice de adiposidade corporal e fatores associados em trabalhadores do setor moveleiro

Autores

Palavras-chave:

Fator de risco, Obesidade, Saúde do trabalhador

Resumo

A obesidade representa um dos principais fatores de risco cardiovascular. Sendo que esta apresenta uma elevada prevalência entre a população brasileira. O objetivo do estudo foi avaliar o índice de adiposidade corporal (IAC) e os fatores associados em trabalhadores do setor moveleiro. Foi realizado um estudo descritivo com 204 trabalhadores do pólo moveleiro da cidade de Ubá-MG, de ambos os sexos, com idade entre 20 e 70 anos. Avaliou-se o setor de trabalho, classe econômica, nível de atividade física, índice de massa corporal, circunferência de cintura, circunferência abdominal, relação cintura-quadril, pressão arterial sistólica e diastólica, glicemia de jejum, colesterol total, lipoproteína de alta densidade, lipoproteína de baixa densidade e triglicerídeos. A razão de chances (RC) foi utilizada para determinar a força de associação entre as variáveis. Do total de avaliados, 50% apresentaram o IAC elevado, com estes apresentando maiores valores antropométricos, pressóricos, glicemia e triglicerídeos (p<0,05). Pode-se observar que a idade elevada (RC: 2,76; p= 0,002) e o setor de produção (RC: 2,52; p= 0,045) foram significativamente associados a mesma. Quando analisado o IAC segundo a classe econômica e nível de atividade física, foi observado um aumento do IAC com a redução da classe econômica. Conclui-se que foi encontrado um elevado percentual de IAC elevado entre os trabalhadores, com associação deste com a idade, setor de trabalho e classe econômica dos mesmos. 

Referências

American College of Cardiology/American Heart Associaton Task Force on Practice Guidelines. Executive summary: Guidelines (2013) for the management of overwheight and obesity in adults: A report of the American Heart Association Task Force on Practice Guidelines and the Obesity Society published by the Obesity Society and American College of Cardiology/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines. Based on a systematica review from the The Obesity Expert Panel, 2013. Obesity 2014; 22(2):S5-39.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Vigitel Brasil 2018: Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília: Ministério da Saúde; 2019.

Oliveira RAR, Mota Júnior RJ, Tavares DDF, Moreira OC, Lima LM, Amorim PRS, et al. Prevalence of obesity and association of body mass index with risk factors in public school teachers. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum 2015; 17(6):742-52.

Souza LPS, Assunção AA, Pimenta AM. Fatores associados à obesidade em rodoviários da Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Rev Bras Epidemiol 2019; 22: E190029.

Yesil E, Köse B, Özdemir M. Is Body Adiposity Index a Better and Easily Applicable Measure for Determination of Body Fat? J Am Coll Nutr. 2020 Mar 10:1-6.

Segheto W, Hallal PC, Marins JCB, Silva DCG, Coelho FA, Ribeiro AQ, et al. Fatores associados e índice de adiposidade corporal (IAC) em adultos: estudo de base populacional. Ciênc Saúde Coletiva 2018; 23(3):773-83.

Oliveira RAR, Moreira OC, Mota Júnior RJ, Marins JCB. Association between body adiposity index and cardiovascular risk factors in teachers. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum 2020. 22:e59010.

García, AI, Niño-Silva LA, González-Ruíz K, Ramírez-Véliz R. Body aciposity index as marker of obesity and cardiovascular risk in adults from Bogotá, Colombia. Endocrinol Nutr 2015; 62(3):130-7.

Wang H, Sun Y, Wang S, Qian H, Jia P, Chen Y, Li Z, Zhang L. Body adiposity index, lipid accumulation product, and cardiometabolic index reveal the contribution of adiposity phenotypes in the risk of hyperuricemia among Chinese rural population. Clin Rheumatol. 2018 Aug;37(8):2221-2231.

Straub M, Foshag P, Przysylek B, Horlitz M, Lucia A, Sanchisgomar, F, Leischik R. Occupation and metabolic syndrome: is there corretation? A cross sectional study in different work activity occupations of German firefighters and office workers. Diabetol Metab Syndr 2016; 8(1).

Ramasamy A, Laliberté F, Aktavoukian SA, Lejeune D, DerSarkissian M, Cavanaugh C, Smolarz BG, Ganguly R, Duh MS. Direct, Absenteeism, and Disability Cost Burden of Obesity Among Privately Insured Employees: A Comparison of Healthcare Industry Versus Other Major Industries in the United States. J Occup Environ Med. 2020 Feb;62(2):98-107.

Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério de Classificação Econômica Brasil; 2011.

International Physical Activity Questionnaire. Scoring Protocol; 2007. Disponível em: https://sites.google.com/site/theipaq/. Acesso em: 16 de Maio de 2019.

World Health Organization. National Institutes of Health. Clinical Guidelines on the identification, evaluation, and treatment of overweight and obesity in adults-the evidence report. National Institutes of Health. Obesity Research 1998; 6:51-209.

World Health Organization. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Report of a WHO Expert Committee. Geneva: WHO; 1995.

Sociedade Brasileira de Cardiologia. VII Diretrizes Brasileiras de hipertensão. Arq Bras Cardiol 2016;107(3).

Friedwald WT, Levy RI, Fredrickson DS. Estimation of the concentration of low-density lipoprotein cholesterol in plasma, without use of the preparative ultracentrifuge. Clin Chem 1972; 18(6):499-502.

Sociedade Brasileira de Cardiologia. V Diretriz Brasileira de dislipidemias e prevenção da aterosclerose. Arq Bras Cardiol 2013; 101(4 supl 1).

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Sobrepeso e obesidade: diagnóstico; 2004.

ADA. American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes – 2014. Diabetes Care 2014; 37(suppl. 1).

Oliveira CM, Pavani J, Krieger JE, Alvim RO, Mourão-Júnior CA, Pereira AC. Body adiposity index in assessing the risk of type 2 diabetes mellitus development: the Baependi Heart Study. Diabetol Metab Syndr 2019; 11: 76.

Almeida RT, Pereira ADC, Fonseca MJMD, Matos SMA, Aquino EML. Association between body adiposity index and coronary risk in the Brazilian Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil). Clin Nutr. 2019 Jun 13. pii: S0261-5614(19)30252-3.

Downloads

Publicado

2021-03-10

Edição

Seção

Artigos Originais