Heleieth e as diferentes gerações de feministas do NEIM/UFBA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1806-9584-2021v29n172559

Palavras-chave:

Heleieth Saffioti, gerações de feministas, NEIM/UFBA

Resumo

Heleieth Saffioti, estrela maior do feminismo acadêmico no Brasil, foi uma das madrinhas do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM), da Universidade Federal da Bahia (UFBA), desde a sua fundação em maio de 1983. Nesses nossos quase 37 anos de existência, já contamos com pelo menos três diferentes gerações de pesquisadoras feministas, todas admiradoras de Heleieth Saffioti e para as quais A mulher na sociedade de classes: mito e realidade ainda tem muito a dizer e fazer pensar. Neste artigo, duas gerações de nossas pesquisadoras - uma das mais antigas (Cecilia) e a outra da mais nova (Maíra) - desenvolvem uma conversa a três com Heleieth, em uma releitura dessa que é sua ‘obra-prima’, e prima não apenas por ser a sua primeira grande publicação, como também por ser a grande contribuição do feminismo acadêmico brasileiro para o mundo.

Biografia do Autor

Maíra Kubík Taveira Mano, Universidade Federal da Bahia

Doutora em Ciências Sociais pela Unicamp (2015) e professora do Departamento de Estudos de Gênero e Feminismo, da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (FFCH/UFBA), e do Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo (PPGNEIM/UFBA). É pesquisadora do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM/UFBA).

Cecilia Maria Bacellar Sardenberg, Universidade Federal da Bahia

Doutora em Antropologia pela Boston University, com estágio pós-doutoral no Institute of Development Studies (IDS), Inglaterra. Professora Titular de Antropologia atuando no Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismos (PPGNEIM/UFBA). É pesquisadora permanente do NEIM/UFBA.

Referências

ALVES, Ivia; FERREIRA, Silvia Lúcia; MANO, história. “Mulheres, gênero, feminismos e saberes científicos: análise das teses do PPGNEIM nos primeiros dez anos (2006-2016)”. Feminismos, Salvador, v. 4, n. 3, p. 107-117, set./dez. 2016.

BARRETT, Michele. Women’s oppression today. London: Verso, NLB, 1980.

BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo. São Paulo: Nova Fronteira, 2009 [1949].

CELARENT, Barbara. “Review of Women in class society by Heleieth I. B. Saffioti”. American Journal of Sociology, Chicago, v. 119, n. 6, p. 1.821-1.827, 2014.

COLLINS, Patricia Hill. “Toward a new vision: race, class and gender as categories of analysis and connection”. Race, Sex & Class, New Orleans, v. 1, n. 1, p. 25-45, 1993.

COSTA, Ana Alice; SARDENBERG, Cecilia. “Teoria e práxis feministas na academia: os núcleos de estudos sobre a mulher nas universidades brasileiras”. Revista Feminismos, v. 2, n. 2, maio/ago. 2014. Disponível em https://portalseer.ufba.br/index.php/feminismos/article/view/30048/17778. Acesso em 29/10/2020.

COSTA PINHEIRO, Ana Alice. Avances y definiciones del movimiento feminista en Brasil. 1981. Mestrado (Sociologia) – Facultad de Ciencias Políticas y Sociales da Universidad Nacional Autónoma de México (FCPyS/UNAM), Ciudad de México, México.

FALUDI, Susan. “Death of a revolutionary”. New Yorker, Nova York, p. 1-13, 15/04/2013. Disponível em https://www.newyorker.com/magazine/2013/04/15/death-of-a-revolutionary. Acesso em 06/02/2020.

FRIEDAN, Betty. A mística feminina. Petrópolis: Vozes, 1971 [1963].

GROSSI, Miriam. “Feministas históricas e novas feministas no Brasil”. Antropologia em Primeira Mão, Florianópolis, n. 28, p. 1-34, 1998.

LEACOCK, Eleanor. Myths of male dominance. New York: Monthly Review Press, 1981.

MEAD, Margaret. Male and female. New York: William & Morrow, 1949.

MEAD, Margaret. Sexo e temperamento. São Paulo: Perspectiva, 1979 [1935].

MOTTA, Alda Britto da. “A atualidade do conceito de gerações na pesquisa sobre o envelhecimento”. Revista Sociedade e Estado, Brasília, v. 25, n. 2, p. 225-250, maio/ago. 2010.

OLIVEIRA, Viviane Modda. Revisitando Heleieth Saffioti: uma análise sobre o conceito de patriarcado. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA, 19, 2019, Florianópolis, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Anais… Florianópolis: UFSC, 2019. p. 1-20.

PINTO, Céli Regina Jardim. “O feminismo bem-comportado de Heleieth Saffioti: presença do Marxismo”. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 22, n. 1, p. 321-333, jan./abr. 2014. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-026X2014000100017. Acesso em 29/10/2020.

PINTO, Céli Regina Jardim. Uma história do feminismo brasileiro. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003.

REITER, Rayna (Ed.). Toward an anthropology of women. Nova York: Monthly Review Press, 1975.

ROHRLICH-LEAVITT, Ruby (Org.) Women cross-culturally: change and challenge. The Hague: Mouton, 1975.

ROSALDO, Michele; LAMPHERE, Louise (Orgs). Women, culture, and society. Stanford: Stanford University Press, 1974.

SAFFIOTI, Heleieth. A mulher na sociedade de classes. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 1976.

SAFFIOTI, Heleieth. “A ontogênese do gênero”. In: STEVENS, Cristina; SWAIN, Tania. (Orgs.). A construção dos corpos: perspectivas feministas. Florianópolis: Editora Mulheres, 2008. p. 149-181.

SAFFIOTI, Heleieth. “Em briga de marido e mulher se mete a colher”. [Entrevista cedida a] Maíra Kubík Mano e Mariana Fonseca. Le Monde Diplomatique Brasil, n. 37, 2010a. Disponível em https://diplomatique.org.br/em-briga-de-marido-e-mulher-se-mete-a-colher/. Acesso em 10/03/2020.

SAFFIOTI, Heleieth. Emprego doméstico e capitalismo. Rio de Janeiro: Avenir Editora, 1979.

SAFFIOTI, Heleieth. “Entrevista com Heleieth Saffioti”. [Entrevista cedida a] Natalia Pietra Méndez.

MÉTIS: história & cultura, Caxias do Sul, v. 9, n. 18, p. 275-294, jul./dez. 2010b.

SAFFIOTI, Heleieth. “Female labor and capitalism in the United States and Brazil”. In: ROHRLICHLEAVITT, Ruby. Women cross-culturally: change and challenge. The Hague: Mouton, 1975.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero patriarcado violência. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

SAFFIOTI, Heleieth. “Heleieth Saffioti por ela mesma: antecedentes de A mulher na sociedade de classes”. [Entrevista cedida a] Renata Gonçalves e Carolina Branco. Revista Lutas Sociais, n. 27, p. 70-81, 2011. (Dossiê Um ano sem Heleieth Saffioti).

SAFFIOTI, Heleieth. O poder do macho. São Paulo: Moderna, 1987.

SAFFIOTI, Heleieth. “O segundo sexo à luz das teorias feministas contemporâneas”. In: MOTTA, Alda; SARDENBERG, Cecilia; GOMES, Marcia (Orgs.). Um diálogo com Simone de Beauvoir e outras falas. Salvador: Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher, 2000. p. 15-38. (Coleção Bahianas, v. 5). Disponível em http://www.neim.ufba.br/wp/wp-content/uploads/2013/11/simone.pdf. Acesso em 29/10/2020.

SAFFIOTI, Heleieth. “Rearticulando gênero e classe social”. In: BRUSCHINI, Cristina; COSTA, Albertina de Oliveira (Orgs.). Uma questão de gênero. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1992. p. 183-215.

SAFFIOTI, Heleieth. Women in class society. New York: Monthly Review Press, 1978. SAFFIOTI, Heleieth. “Women, mode of production, and social formations”. Latin American Perspectives, Riverside, v. 4, n. 1-2, 1977.

SARDENBERG, Cecilia. “Caleidoscópios de gênero: gênero e interseccionalidades na dinâmica das relações sociais”. Mediações: Revista de Ciências Sociais, Londrina, v. 20, p. 56-96, 2015.

SARDENBERG, Cecilia. “Revisitando o campo: autocrítica de uma antropóloga feminista”. Revista Mora, Buenos Aires, v. 20, p. 30-60, 2014.

SARDENBERG, Cecilia. “Um diálogo possível entre Margaret Mead e Simone de Beauvoir”. In: MOTTA, Alda; SARDENBERG, Cecilia; GOMES, Márcia (Orgs.). Um diálogo com Simone de Beauvoir e outras falas. Salvador: Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher, 2000. p. 75-107. (Coleção Bahianas, v. 5). Disponível em http://www.neim.ufba.br/wp/wp-content/uploads/2013/11/simone.pdf. Acesso em 29/10/2020.

SARDENBERG, Cecilia; TAVARES, Márcia (Orgs). Violência de gênero contra mulheres: suas diferentes faces e estratégias de enfrentamento e monitoramento. Salvador: Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher, 2016. (Coleção Bahianas, v. 19).

TAKAHASHI, Fabio. “Demissão de feminista gera protestos na PUC”. Folha de S. Paulo, São Paulo, 04/03/2006. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u18425.shtml?origin=folha. Acesso em 29/10/2020.

ZANETTI, Julia Paiva. Jovens feministas: um estudo sobre a participação juvenil no feminismo do Rio de Janeiro. In: FAZENDO GÊNERO: DIÁSPORAS, DIVERSIDADES, DESLOCAMENTOS, 9, 2010, Florianópolis, UFSC. Anais… Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2010. p. 1-14.

Downloads

Publicado

2021-07-21

Edição

Seção

Heleieth Saffioti – 50 anos d’A Mulher na Sociedade de Classes