Translating Homer / Traduzindo Homero

Samuel Johnson, Gustavo Althoff, Mauri Furlan

Resumo


Samuel Johnson (1709-1784), crítico, ensaísta, jornalista, poeta, educador e lexicógrafo, é considerado uma das personalidades mais proeminentes no mundo intelectual da Bretanha do século XVIII. Em 1777, ele recebeu a proposta de um grupo de livreiros para escrever
uma série de vidas de poetas ingleses, e entre 1779-81 foi publicada a obra The
Lives of the English Poets, a qual contém a vida de Alexander Pope (1688-1744),
de onde extraímos o excerto abaixo. (Robinson, 2002). Samuel Johnson elogia o trabalho de Pope na tradução de Homero e a sua contribuição para a versificação em inglês. E observa que a tradução de Pope não é fiel e não tem a simplicidade do original. Johnson, contudo, justifica as variações apresentadas por Pope em sua tradução em razão da distância existente entre as
línguas, as épocas, os lugares.


Palavras-chave


Teoria da tradução; História da tradução; Homero

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-4237.2014n16p20

Sci. Trad., © 2005, UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1980-4237

Creative Commons License
Scientia Traductionis is licensed under a Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.