Da sociedade de sociedades à insularidade do estado entre medievo e idade moderna

Paolo Grossi

Resumo


O presente artigo tem por objetivo explorar as descontinuidades entre os universos medieval e moderno, enfocando, para tanto, as diferentes formas de a dimensão jurídica relacionar-se com a dimensão política e social, que, sobre bases antropológicas profundamente distintas (primeiro comunitária e, depois, individualista), identificam a contraposição entre a “sociedade de sociedades” de origem medieval, e a insularidade do Estado, caracteristicamente moderna.

Palavras-chave


História do direito; Idade Mé- dia; Modernidade; poder político; “sociedade de sociedades”; insularidade do Estado.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Seqüência. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, ISSNe 2177-7055