Comércio internacional e padrões trabalhistas: a falácia do discurso humanitário

Roberto Di Sena Júnior

Resumo


O presente artigo analisa a tentativa de se assegurar padrões trabalhistas através das regras comerciais multilaterais existentes no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC). O artigo discorre sobre a origem e a evolução do tema no cenário internacional, dando ênfase ao argumento humanitário. O objetivo fundamental do trabalho é evidenciar as contradições e insuficiências do argumento humanitário, o qual é freqüentemente invocado por aqueles que advogam a vinculação entre comércio internacional e padrões trabalhistas.

Palavras-chave


Padrões trabalhistas; Comércio internacional; Direitos humanos; Protecionismo; Organização Mundial do Comércio (OMC); Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Seqüência. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, ISSNe 2177-7055