A Farra do Boi: humanidade, animalidade e as sensibilidades jurídicas em uma decisão judicial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-7055.2020v41n86p196

Palavras-chave:

Farra do boi, Constituição Federal, Sensibilidade jurídica

Resumo

A farra do boi, como ficou conhecida a prática tradicional de algumas comunidades pesqueiras do litoral catarinense, atualmente proibida pela justiça sob alegação de maus-tratos aos animais, é um caso propício para observar os contrastes entre diferentes sensibilidades jurídicas, assim como as profundas diferenças entre o fazer antropológico e o trabalho dos julgadores. Para isso, o artigo busca se fundamentar em noções que acompanham a formação moderna do pensamento ocidental, como as classificações dicotômicas entre bárbaro e civilizado, natureza e cultura, rural e urbano, chegando à Constituição Federal e seus artigos, que garantem a proteção tanto da cultura quanto do meio ambiente.

Biografia do Autor

João Francisco Kleba Lisboa

Doutor em Antropologia Social pela Universidade de Brasília. Mestre e Graduado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina.
E-mail: jfklisboa@gmail.com
Endereço proissional: Rua Schiller, n. 555, ap. 92, Alto da XV, Curitiba, PR.
CEP: 80050-901.

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2443-7050

CV: http://lattes.cnpq.br/0171811084621459

Referências

ALBERT, Bruce. O ouro canibal e a queda do céu. Uma crítica xamânica da economia política da natureza (Yanomami). In: ALBERT, B.; RAMOS, A. (org). Pacificando o branco: cosmologias do contato no norte amazônico. São Paulo: UNESP, 2002. p. 239-270.

BASTOS, Rafael José de Menezes (org.). Dionísio em Santa Catarina: ensaios sobre a farra do boi (Introdução). Florianópolis: EdUFSC, 1993.

BENJAMIN, Walter. O anjo da história. Organização e tradução de João Barrento. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

BENTON, Ted. Natural relations: ecology, animal rights & social justice. London: New York: Verso, 1993.

CARDOSO DE OLIVEIRA, Luís R. Comparação e interpretação na antropologia jurídica, Anuário Antropológico/89, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, p. 23-45, 1992.

CARDOSO DE OLIVEIRA, Luís R. A dimensão simbólica dos direitos e a análise de conflitos. Revista de Antropologia, São Paulo, USP, v. 53, n. 2, p. 451-473, 2010.

DUMONT, Louis. O individualismo: uma perspectiva antropológica da idade moderna. Tradução Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 1985.

FLORES, Maria Bernardete Ramos. A farra do boi: palavras, sentidos, ficções. 2. ed. Florianópolis: EdUFSC, 1998.

GEERTZ, Clifford. O saber local: fatos e leis em uma perspectiva comparativa. In: GEERTZ, Clifford. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Petrópolis: Vozes, 2009. p. 249-356.

HOBBES, Thomas. Leviatã (ou matéria, forma e poder de um Estado eclesiástico e civil) [1651]. In: KIRSCHKE, Paulo J. (org.). O contrato social, ontem e hoje. São Paulo: Cortez, 1993. p. 61-80.

INGOLD, Tim. Humanidade e animalidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, [s.l.], v. 28, junho de 1995.

KANT DE LIMA, Roberto. Antropologia jurídica. In: LIMA, Antonio Carlos de Souza (coord.). Antropologia e direito: temas antropológicos para estudos jurídicos. Rio de Janeiro; Brasília: Contra Capa; LACED; Associação Brasileira de Antropologia, 2012. p. 35-54.

LACERDA, Eugênio Pascele. Farra do boi: a história e a polêmica. In: BASTOS, Rafael José de Menezes (org.). Dionísio em Santa Catarina: ensaios sobre a farra do boi. Florianópolis: EdUFSC, 1993. p. 115-123.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1994.

LEWGOY, Bernardo; SORDI, Caetano. As guerras da carne: o consumo carnívoro, seus defensores e críticos. In: STEIL, Carlos A.; CARVALHO, Isabel C. de M. (org.). Cultura, percepção e ambiente: diálogos com Tim Ingold. São Paulo: Terceiro Nome, 2012. p. 137-151. Coleção antropologia hoje.

MALINOWSKI, Bronislaw. Argonautas do Pacífico Ocidental: um relato do empreendimento e da aventura dos nativos nos arquipélagos da Nova Guiné melanésia. Prefácio de Sir James Frazer; traduções de Anton P. Carr e Lígia Aparecida Cardieri Mendonça; revisão de Eunice Ribeiro Durham. 2. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1978.

MENDES, Gilmar Ferreira. Direitos fundamentais e controle de constitucionalidade: estudos de direito constitucional. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Celso Bastos Editor; Instituto Brasileiro de Direito Constitucional, 1999.

RODRIGUES, Danielle Tetü. O direito & os animais: uma abordagem ética, filosófica e normativa. 2. ed. Curitiba: Juruá, 2010.

ROSEN, Lawrence. Law as culture: An invitation. Princeton, New Jersey: Princeton University Press, 2006.

THOMAS, Keith. O homem e o mundo natural: mudanças de atitude em relação às plantas e aos animais (1500-1800). Tradução João Roberto Martins Filho. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

Downloads

Publicado

2021-01-25