Fraseologias no ensino de tradução

Autores

  • Luciane Leipnitz UFPB

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2013v2n32p165

Palavras-chave:

Língua Alemã, Compostos Nominais, Fraseologias

Resumo

No ensino de Tradução percebi a existência de fraseologias verbais formadas por compostos nominais e formas verbais coocorrentes, por exemplo: Herzinfarkt erleiden [sofrer infarto cardíaco].  Utilizei corpora de textos jornalísticos para o reconhecimento dessas fraseologias e busquei chamar a atenção de aprendizes de língua alemã e tradução para o funcionamento sintagmático das línguas. O estudo pretendeu auxiliar no ensino de tradução, apontando a necessidade de uma tradução em blocos sintagmáticos para um produto final de qualidade na língua de chegada - o português brasileiro. Há em geral, nas aulas de tradução, falta de entrosamento com o objeto texto em língua estrangeira. A partir de compostos nominais da área médica, levantei os verbos coocorrentes no Banco de Dados de Coocorrência do Projeto Cosmas da Universidade de Mannheim. A extração de combinatórias por meio de corpora e a apresentação de equivalentes textuais em ambas as línguas (alemão e português) apontaram a complexidade do processo tradutório e a necessidade de reconhecimento do entorno textual dos textos de partida e de chegada para a produção tradutória. Esse “reconhecimento” é fundamental para acionar mecanismos de associação e revelar o modo de dizer particular de cada uma das línguas envolvidas no processo tradutório. As fraseologias correspondem, em certa medida, a expressões idiomáticas, que precisam ser traduzidas em blocos para a produção de um texto de qualidade na língua de chegada. Trata-se de uma pesquisa lexicográfica que objetiva qualificar o ensino de tradução por meio do reconhecimento de fraseologias tanto na língua de partida quanto na língua de chegada.

Biografia do Autor

Luciane Leipnitz, UFPB

Possui Bacharelado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2001), mestrado e doutorado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005, 2010). Atualmente é professora adjunta do Curso de Bacharelado em Tradução na Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, Paraíba, Brasil. E-mail: luciane.leipnitz@gmail.com

                

Downloads

Publicado

2013-08-07

Edição

Seção

Artigos