“When the Sun goes down”: melopeia e transcriação em On the Road de Jack Kerouac

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2020v40n1p127

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar uma transcriação eficaz do parágrafo final de On the road de Jack Kerouac, que recupere a melopeia presente no original, mas usualmente desconsiderada ou não percebida em muitas das traduções desse texto para outras línguas. Mobilizam-se aqui, para fazê-lo, as contribuições à teoria da tradução oferecidas por Haroldo de Campos em inúmeros artigos, ensaios e conferências, ao longo de quarenta anos. Após breve apresentação do livro, o artigo faz um surveyconceitual do pensamento haroldiano sobre a tradução, em seguida propõe a transcriação do trecho da obra de Kerouac referido acima, com ênfase no trabalho recriador, e cotejando as soluções propostas para o fragmento com traduções para o português feitas em Portugal e no Brasil, expandindo-se a seguir o âmbito da comparação para incluir o francês, oespanhol e o italiano. É digno de nota que, dentre essas traduções, apena a italiana demonstra um esforço bem sucedido de recuperação melopáica.

 

 

Biografia do Autor

Diana Junkes, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, São Paulo,

Bolsista Produtividade CNPq. Orientador de Mestrado/ Orientador de Doutorado. 

Formei-me em Ciências Econômicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1992); fiz mestrado (2004) e doutorado (2008) em Estudos Literários na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Araraquara). Fui Visiting Scholar da University of Illinois em Urbana-Champaign (EUA -2010), onde desenvolvi trabalhos sobre literatura e cultura brasileiras, a partir de alguns textos de Machado de Assis. Desenvolvi projeto de pós-doutorado na área de Análise do Discurso e Psicanálise na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP-USP) (2011). Em 2012, fui Visiting Fellow da Universidade de Yale (EUA-2012), onde realizei pesquisas específicas sobre Haroldo de Campos, cultura e poesia brasileiras na contemporaneidade. Atualmente desenvolvo projeto de pesquisa na qualidade de pesquisadora colaboradora junto ao Departamento de Letras Modernas/ FFLCH- Universidade de São Paulo, Sou professora de Teoria Literária e Literatura Brasileira da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, na graduação e na pós-graduação, onde também atuo como pesquisadora do Grupo de Pesquisas de Poesia e Cultura - GEPOC. Minha principal linha de pesquisa desenvolve-se na área de Letras, com ênfase em estudos de Literatura e Cultura Brasileiras na modernidade e contemporaneidade. Atuo, principalmente, nos seguintes temas: literatura brasileira contemporânea, em especial poesia; Haroldo de Campos; teoria e crítica do texto poético, estética e política. Sou também pesquisadora do grupo Poesia e Contemporaneidade - UFF e do grupo Análise do Discurso-Interfaces (USP-RP/ CNPq). ATENÇÃO: Para citações bibliográficas consulte-se: TONETO, Diana Junkes Martha; MARTHA, Diana Junkes Bueno; JUNKES, Diana.

Luiz Carlos de Brito Rezende

poeta e tradutor. Cursou primeiro Matemática (na USP), mas vei a formar-se em Administração Pública (pela FGV) e, a seguir, e Ciências Sociais (pela USP). Radicou-se em Paris durante mais de dez anos. Foi orientado de H. Meschonnic. Atualmente, passa parte do ano em São Paulo. Traduziu, entre outros, Laforgue para o português e Haroldo de Campos para o francês.

Ivan Pérsio de Arruda Campos, Universidade Paulista, São Paulo, São Paulo,

possui graduação como Bacharel em Química pela Universidade de São Paulo (1986) e doutorado em Química Orgânica pela Universidade de São Paulo (1992). Também detém um Certificate of Proficiency in English, da Universidade de Cambridge (UK), desde 1982. Atualmente é professor titular da Universidade Paulista e assessor dos seguintes periódicos: Química Nova, ARKIVOC, Croatica Chemica Acta, Journal of the Brazilian Chemical Society e Journal of Chemical Education. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Estrutura, Conformação e Estereoquímica, atuando principalmente nos seguintes temas: rmn, determinação estrutural e estereoquímica orgânica, fotoquímica, radicais livres e enodionas.

Referências

Branco, Lucia Castello (org) “A tarefa do tradutor” para Walter Benjamin em quarto traduções para o português. Belo Horizonte: Fale/UFMG, 2008.

Bretton, Andre. Nadja. Paris: Galimard, 1964, p.160.

Campos, Haroldo de. “Da tradução como teoria e como crítica,”. In: Tápia, Marcelo; Nóbrega, Thelma Médici (org). Haroldo de Campos- transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013a, p. 1-19.

Campos, Haroldo de. “Da transcriação: poética e semiótica da operação tradutora”. In: Tápia, Marcelo; Nóbrega, Thelma Médici (org). Haroldo de Campos- transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013b, p. 77-104

Campos, Haroldo de. “O que é mais importante: a escrita ou o escrito: teoria da linguagem em Walter Benjamin”, In: Tápia, Marcelo; Nóbrega, Thelma Médici (org). Haroldo de Campos- transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013c, p. 141-154.

Campos, Haroldo de. “Para além do princípio da saudade: a teoria benjaminiana da tradução”. In: Tápia, Marcelo; Nóbrega, Thelma Médici (org). Haroldo de Campos- transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013d, p.47-60.

Campos, Haroldo de. “À esquina da esquina”. In: Tápia, Marcelo; Nóbrega, Thelma Médici (org). Haroldo de Campos- transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013e, p.105-107.

Derrida, Jacques. Torres de Babel. Tradução: Junia Barreto. Belo Horizonte: EDUFMG, 2002

Kerouac, Jack. On the Road, (1ª. ed, 1957), New York: Penguin, 1983, p. 291.

Kerouac, Jack. Pela Estrada Fora. Tradução de A. Rodrigues e M. Vale de Gato (1ª. ed, 1998). Lisboa: Relógio de Água, 1998(a), p. 403.

Kerouac, Jack. Pé na Estrada. Tradução de E. Bueno (1ª. ed, 1984)Porto Alegre: LP&M, 2004(b), p. 372.

Kerouac, Jack. En el Camino. Tradução de M. Lendínez (1ª. ed, 1986).Barcelona: Anagrama, 2004(c), p. 363-364.

Kerouac, Jack. Sulla Strada. Tradução de M. M. de Cristofaro (1ª. ed, 1959). Milão: Mondadori, 2008(d), p. 311.

Kerouac, Jack. Sur la Route. Tradução de J. Houbart (1ª. ed, 1960) Paris: Gallimard, 1997(e), p.479.

Pound, Ezra. Literary Essays of Ezra Pound. Edited by T.S. Eliot. London: Faber, 1954.

Downloads

Publicado

2020-01-22