A organização do espaço: traçando caminhos para trabalhar a autonomia, a afetividade, as brincadeiras e o movimento

Ana Carolina Mosimann, Luana Koerich

Resumo


Atuar em um grupo de crianças com idades entre um e dois anos foi um grande desafio para nós, uma vez que não tínhamos experiências com a educação infantil. Nosso primeiro contato com a instituição foi no segundo semestre de 2008, em que, por forma de sorteio, ficamos responsáveis em observar o grupo do II período. Para a continuação do estágio no primeiro semestre de 2009, decidimos permanecer com a mesma faixa etária. Nesta fase, o contato com a creche passou por dois momentos, o primeiro foi de observação, que, a partir dela, construímos o projeto de atuação e o segundo momento foi marcado pela atuação.


Palavras-chave


Educação Infantil; Prática Pedagógica; Creche

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2009n19p138

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.