Cosmopolitismo Infantil: qual o lugar da criança na contemporaneidade ?

Autores

  • Geane de Aquino Castodi Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4512.2011n23p33

Palavras-chave:

Criança, Infância, Exclusão social, Educação infantil

Resumo

O debate acerca do lugar ocupado pelas crianças no mundo contemporâneo evidencia-se como necessário face às transformações sociais, econômicas e culturais que decorrem do fenômeno da globalização, pois a despeito das inúmeras conquistas advindas dos avanços científicos e teenológicos, que vem cada vez mais reconhecendo as crianças como sujeitos de direitos, a infância ainda se constitui como um dos grupos sociais mais sensivelmente afetado pela pobreza, marginalidade e exclusão social. Tal exclusão da infância decorre de um paradigma de invisibilidade das crianças na sociedade. Quando tentamos compreender e situar a infância no contexto da globalização neoliberal, a imagem mais determinante que daí resulta, é a idéia da dupla exclusão das crianças: uma exclusão percebida pelos indicadores de pobreza, marginalização e exclusão, que indesmentivelmente afecta este grupo social e uma exclusão também perceptível pela invisibilidade e ausência das crianças nos’centros’ de decisão.

Biografia do Autor

Geane de Aquino Castodi, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora da rede municipal de ensino de Florianópolis, Educação Infantil, Mestre em Educação pela UFSC.

Downloads

Publicado

2011-04-30