Formação docente na educação infantil: desafios contemporâneos para a formação permante

Autores

  • Marianne Manhães Fernandes Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)- FAETEC
  • Carla Quintanilha Corrêa Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)- FAETEC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4512.2014n30p75

Palavras-chave:

Educação Infantil, Formação Permanente, Qualidade Educacional

Resumo

Este artigo aborda a formação permanente de professores de educação infantil no Brasil. Para isso, apresenta as dificuldades existentes na qualidade da formação inicial e continuada dos professores da primeira etapa da Educação Básica, ressaltando os principais desafios enfrentados por estes profissionais. Através de pesquisa de campo realizada com a participação de 100 (cem) professoras da Educação Infantil de Campos dos Goytacazes/RJ/Brasil, constatou-se a dificuldade vivenciada pelas professoras no que diz respeito à qualidade tanto da formação inicial que receberam, quanto da formação continuada que tem sido oferecida pelo poder público. Sendo assim, objetiva-se gerar reflexão acerca do que deve ser feito pelas autoridades, principalmente quanto à necessidade de investimentos nessa área, estimulando o aperfeiçoamento profissional contínuo, visando uma formação de qualidade, que permita a aquisição de novos saberes e competências para atender integralmente às especificidades da criança.

Biografia do Autor

Marianne Manhães Fernandes, Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)- FAETEC

Licenciada em Pedagogia pelo ISEPAM- FAETEC

Carla Quintanilha Corrêa, Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)- FAETEC

Professora do Curso de Licenciatura do Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)- FAETEC

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, 1996.

CRUZ, Sílvia Helena. A formação inicial e continuada e a profissionalidade específica dos docentes que atuam na educação infantil. In: Frade. Isabel Cristina Alves da Silva (Org). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes Necessários à Pratica Educativa. 43ª Ed. Paz e Terra, 2011.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: Ensinar-e-aprender com sentido. São Paulo: Cortez, 2002.

INBERNÓN, Francisco. Formação permanente do professorado: novas tendências. São Paulo: Cortez, 2009.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Políticas de formação profissional para a educação infantil: pedagogia e normal superior. Educação e Sociedade (CEDES), n. 68, 1999.

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, Adeus professora?: Novas exigências educacionais e profissão docente. 11 ed. São Paulo: Cortez, 2009.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PIMENTA, Selma Garrido. Saberes Pedagógicos e atividade docente- 7.ed- São Paulo: Cortez, 2009.

Downloads

Publicado

2014-08-26

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua