Educação infantil e educação especial em tempos de educação inclusiva

Ana Paula Cunha dos Santos Fernandes, Tânia Regina Lobato dos Santos

Resumo


O artigo objetiva identificar o que vem sendo produzido nos Programas de Pós-Graduação em Educação na Amazônia Legal sobre o atendimento e articulação da Educação Infantil na Educação Especial. Assim, o que essas produções acadêmicas retratam? Como articulam a Educação Infantil e a Educação Especial? Trata-se de uma interface entre essas duas áreas de conhecimento, a Educação Especial e a Educação Infantil, que embora com pouca visibilidade, é relevante e necessária em tempos de Educação na perspectiva de Educação Inclusiva, para garantir o acesso e permanência de seu público-alvo. Os resultados apontados pelo balanço das produções mostram que há reduzido número de pesquisas realizadas sobre Educação Especial e Educação Infantil na região norte, especificamente nos Programas de Pós-Graduação em Educação.


Palavras-chave


Educação Infantil; Inclusão; Educação Especial

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALMEIDA, Elaine Araújo dos Santos Trindade de. Atendimento educacional especializado e educação inclusiva: quais as experiências das salas de recursos multifuncionais nas escolas públicas de Niterói/RJ? 2013. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, 2013

AMARAL, Miriam Matos. A inclusão de crianças com necessidades educacionais Especiais na educação infantil: uma análise do Currículo moldado pelas práticas pedagógicas de Professoras da rede municipal de ensino de Belém. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Pará, Belém, 2006.

ANUÁRIO BRASILEIRO DA EDUCAÇÃO BÁSICA 2017. Disponível em: . Acesso em 21 de julho de 2017.

ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. 14 ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2013.

BAPTISTA, Claudio Roberto. Ação pedagógica e educação especial: a sala de recursos como prioridade na oferta de serviços especializados. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v. 17, p. 59-76, Maio-Ago, 2011. Edição Especial.

BATISTA, Roseliny de Moraes Martins. O atendimento de crianças com necessidades educacionais especiais em creches e pré-escolas da rede municipal na cidade de São Luís-MA. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Maranhão, 2012.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Disponível em: . Acesso em: 26 de julho de 2017.

______. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Brasília: MEC,1998.

_______. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Secretaria de Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, 2010.

______. Nota técnica Nº 04/2014. Disponível em: . Acesso em: 21 de julho de 2017

______. Planejando a próxima década: conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação. Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino. Brasília: MEC, SASE, 2014.

______. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC, 2008. Disponível em http:/www.mec.gov.br>. Acesso em: 12 abril de 2017.

______. Lei nº 13.146/2015. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm>. Acesso em: 29 de julho de 2017

______. Lei 13.306/2016a. Disponível em: . Acesso em: 21 de julho de 2017.

______. Lei 13.257/2016b. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/l13257.htm>. Acesso em: 29 de julho de 2017

CARNEIRO, Relma Urel Carbone. Educação Inclusiva na Educação Infantil. Disponível em: . Acesso em 21 de julho de 2017.

CARVALHO, Rosita Edler. Escola Inclusiva: a reorganização do trabalho pedagógico. 5.ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2012.

CARVALHO, Rosita Edler. Educação Inclusiva: com os pingos nos “is”. 10.ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2014.

DANTAS, P. F. R. Concepções e práticas pedagógicas de professoras da educação infantil na inclusão de alunos com deficiência. 2012. 249 f. Dissertação (Mestrado) - Centro de Educação, Programa de Pós-Graduação Educação- PPGED. Universidade do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.

DAVID, Lilian; CAPELLINI, Vera Lúcia Messias Fialho. O ensino colaborativo como facilitador da inclusão da criança com deficiência na Educação Infantil. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente-SP, v. 25, n. 2, p. 189-209, maio/ago. 2014

DICIONÁRIO INFORMAL. Disponível em: . Acesso em 21 de julho de 2017.

DINIZ, Débora. O que é deficiência. São Paulo: Brasiliense, 2012.

DRAGO, Rogério; KRAMER, Sônia. Infância, Educação Infantil e Inclusão: um Estudo de Caso em Vitória. Rio de Janeiro, 2005. 187p. Tese de Doutorado – Departamento de Educação. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

DRAGO, Rogério. Inclusão na Educação Infantil. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2014.

FANTACINI, Renata Andrea Fernandes; DIAS, Tárcia Regina da Silveira. Professores do atendimento educacional especializado e a organização do ensino para o aluno com deficiência intelectual. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v. 21, n. 1, p. 57-74, jan./mar., 2015.

FARIAS. M. Infância e educação no Brasil nascente. In: VASCONCELLOS. Vera Maria Ramos de. Educação da infância: história e política. Rio de Janeiro: DPEA, 2005.

FIGUEIREDO, Nebia Maria Almeida de. Método e metodologia na pesquisa científica. Ed. São Caetano do Sul, São Paulo: Yendis Editora, 2007.

FILHO MARTINS, J. A criança terceirizada: os descaminhos das relações familiares no mundo contemporâneo. Campinas. São Paulo: Papirus, 2007.

FREITAS, M. C. de; JR. KUHLMANN M. (Org.). O desencantamento da criança: entre a Renascença e o século das Luzes. In: Os intelectuais na história da infância. Campinas: SP: Cortez, 2002, p. 11-59.

GALVÃO, Nelma de Cássia Silva Sandes; MIRANDA, Theresinha Guimarães. Atendimento Educacional Especializado para Alunos com Surdocegueira: um Estudo de Caso no Espaço da Escola Regular. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v. 19, n.1, p. 43-60, jan./mar. 2013.

GATTI, B. A; BARRETO, E.S. de Sá. Professores do Brasil: impasses e desafios. UNESCO. Brasília, Set/2009.

HOEPPLER, L.T. Professor da educação infantil e a criança com deficiência: mediações que se estabelecem no contexto imediato. 2007. 311 f. Tese (Doutorado em Educação Escolar) - Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2007.

KASSAR, M.C.M. Práticas pedagógicas e o acesso ao conhecimento: análises iniciais. In: MANZINI, E.J. (Org.). Inclusão e acessibilidade. Marília: ABPEE, 2006. v. 1, p. 79-86.

______. Percursos da constituição de uma política brasileira de educação especial inclusiva. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v.17, p. 41-58, maio/ago., 2011.

KASSAR, Monica Carvalho Guimaraes; REBELO, Andressa Santos. O “especial” na educação, o atendimento educacional especializado e a educação especial. In: JESUS, Denise Meyrelles de; BAPTISTA, Cláudio Roberto; CAIADO, Kátia Regina Moreno. Prática pedagógica na educação especial: multiplicidade educacional especializado. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2013.

KASSAR, Monica Carvalho Guimaraes; ARRUDA, Elcia Esnarriaga de; BENATTI, Marielle Moreira Santos. Políticas de inclusão: o verso e o reverso de discursos e práticas. In: JESUS, Denise Meyrelles de. et al. Inclusão, práticas pedagógicas e trajetória de pesquisa. Porto Alegre: Mediação/Prefeitura Municipal de Vitória/ CDV/FACITEC, 2007.

KUHLMANN. JR, M. Educação Infantil e Currículo. In: FARIA, Ana Lúcia Goulart. PALHARES, Marina Silveira (Org.). Educação Infantil pós- LDB: rumos e desafios. 6 ed.- Campinas, SP: Autores Associados, p. 51-65, 2007. (Coleção polêmicas do nosso tempo; 62).

______. O jardim- de -infância e a Educação das Crianças Pobres: Final do século XIX, início do século XX. Encontro de História da Infância realizado pelo projeto Museológico/ Centro de Investigação e de Recursos em História da Escola e da Infância, da Escola Superior de Educação de Santarém, Portugal, 1999. In: MONARCHA, Carlos. Educação da infância brasileira: 1875-1983. Campinas: Autores Associados, 2001.

______. Infância e Educação infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação, 1998.

KRAMER, Sônia; CORSINO, P.; NUNES, M. F. Políticas Públicas Municipais de Educação Infantil: um balanço da década. In: Reunião Anual da ANPED, 35, Rio de janeiro, 2011.

LIMA, Priscila Augusta. Educação inclusiva e igualdade social. São Paulo: Avercamp, 2006.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo, EPU, 1986

MANTOAN, M. T. E. Educação Escolar de Deficientes Mentais: Problemas para a pesquisa e o desenvolvimento. In: Cadernos CEDES. Campinas, SP, n. 46, p. 93-107, 1998.

______. Integração x Inclusão. Pátio, Porto Alegre, n. 5, p. 48-51, 1998.

______. Abrindo as Escolas às Diferenças. In: MANTOAN, M.T.E. (org.). Pensando e Fazendo Educação de Qualidade. São Paulo: Moderna, 2001.

______. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como Fazer? São Paulo: Moderna, 2003.

MAZZOTTA, M. J. S. Educação Especial no Brasil: História e Políticas Públicas. São Paulo: Cortez, 1996.

______. Educação Inclusiva: Uma escola para todos. In: V SEMINÁRIO NACIONAL DO INES SURDEZ-DESAFIOS PARA O PRÓXIMO MILÊNIO, 2000, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: UFRJ, 2000. p. 19-22.

MENDES, Enicéia Gonçalves. Inclusão marco zero: começando pelas creches. Araquaquara: Junqueira & Martin, 2010.

NÓVOA, Antonio. Nada substitui um bom professor: propostas para uma revolução no campo da formação de professores. In: GATTI, Bernadete Angelina (Org). Por uma Política Nacional de Formação de Professores. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

NÓVOA, António. Concepções e práticas de formação contínua de professores. In: NÓVOA, A. Formação Contínua de Professores: realidades e perspectivas. Portugal: Universidade de Aveiro, 1991.

OLIVEIRA, Tatiana de Castro. Práticas pedagógicas inclusivas no cotidiano da Educação Infantil na Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, 2016.

OLIVEIRA, Zilma de Moraes Ramos. Educação infantil: fundamentos e métodos. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2010. 263 p. (Coleção Docência em Formação, Educação Infantil).

PINHEIRO, Fernanda Costa. A inclusão de crianças com deficiência intelectual em creches e pré-escolas: dificuldades e possibilidades. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Maranhão, 2015.

PINTO, Gicele Holanda da Silva. Educação Infantil Inclusiva: o que a prática docente revela? Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade do Estado do Pará, 2015.

SACRISTÁN, J. Gimeno. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre: ArtMed, 1999.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA, 2010.

STAINBACK, Susan; STAINBACK, Willian. Inclusão: um guia para educadores. Porto Alegre: Artmed, 1999

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Profissão professor: até quando?. Pleiade (Uniamérica), v. 1, p. 29-50, 2007.

VILARONGA, Carla Ariela Rios; MENDES, Enicéia Gonçalves. Ensino colaborativo para o apoio à inclusão escolar: práticas colaborativas entre os professores. Rev. Bras. Estud. Pedagog. vol.95 n.239, Brasília, Jan./Apr. 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S2176-66812014000100008

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.




DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2018v20n38p431

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.