Elementos constituintes da atividade do brincar: imaginação e imitação como síntese na ação da criança

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4512.2020v22n42p770

Palavras-chave:

Atividade do brincar, Atividade principal, Crianças pré-escolares

Resumo

O presente artigo é parte de uma pesquisa sobre a importância da atividade do brincar para as crianças em idade pré-escolar. Nosso objetivo é apresentar elementos que justifiquem considerá-la como a atividade principal deste período de vida das crianças, bem como compreender o papel que a imaginação e a imitação têm nas ações realizadas durante a brincadeira. Para isso, inicialmente apresentamos o conceito de atividade e atividade principal, fundamentados nos estudos de Vigotski, Leontiev e Elkonin. Na sequência, discorremos como a imaginação e a imitação constituem uma unidade no momento da brincadeira, resultando, desse modo, na ação da criança durante a atividade. Ao final do texto, apresentamos nosso entendimento de que é por meio desta atividade que as crianças da pré-escola se apropriam das atividades tipicamente humanas e da cultura, representando nas brincadeiras de papéis sociais as relações sociais das quais participam, e colocando em ação os sentidos produzidos por meio das experiências que produzem o conteúdo da imaginação e imitação.

Biografia do Autor

Patrícia Gnoatto, Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Professora da rede píblica municipal de Itapejara D'Oeste, mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE/FB.

Referências

ARCE, Alessandra; BALDAN, Merilin. A criança menor de três anos produz cultura? Criação e reprodução em debate na apropriação da cultura por crianças pequenas. In: ARCE, Alessandra; MARTINS, Lígia Márcia (orgs). Ensinando aos pequenos de zero a três anos. Campinas, SP: Editora Alínea, 2009.

ARCE. Alessandra; SIMÃO, Rosimeri. A psicogênese da brincadeira de papéis sociais e/ou jogo protagonizado na psicologia do jogo de D. B. Elkonin. In: ARCE, Alessandra; DUARTE, Newton. (orgs). Brincadeiras de papéis sociais na educação infantil: as contribuições de Vigotski, Leontiev e Elkonin. São Paulo: Xamã, 2006.

DAVIDOV, Vasily Vasilievich. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico: investigación psicológica teórica y experimental. Moscú: Editorial Progreso, 1988.

ELKONIN, Daniil Barosovich. Sobre el problema de la periodización del desarrollo psíquico en la infância. In: La psicologia evolutiva y pedagogica en la URSS - Antologia. Moscú: Editorial Progreso, 1987.

ELKONIN, Daniil Barosovich. Psicologia do Jogo. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009 - 2ª edição.

FERNANDES, Florestan. As “Trocinhas” do Bom Retiro: contribuição ao estudo folclórico e sociológico dos grupos infantis. Pro-Posições, v. 15, n.1 (43) – jan/abr. 2004.

FERNANDES, Vera Lúcia Penzo. Uma leitura sócio-histórica da imitação no processo de ensino e aprendizagem. Anais 30ª Reunião da ANPED, GE 01: Educação e Arte, 2007; Disponível em: http://30reuniao.anped.org.br/grupo_estudos/GE01-3527--Int.pdf acesso: 01/07/2019.

HUIZINGA, Johan. Homo Ludens: o jogo como elemento da cultura. – 6 ed. São Paulo: Perspectiva, 2010. Trad. João Paulo Monteiro.

IGNATIEV, Ivan. La Imaginación. In: SMIRNOV, Anatoli. Psicología. México: Editorial Grijalbo, S/A – 1978.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Os princípios psicológicos da brincadeira pré-escolar. In: VIGOTSKII, Lev Semenovich.; LURIA, Alexander Romanovich.; LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 11ª ed. São Paulo: Ícone, 2017b. p.119-142.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: VIGOTSKII, Lev Semenovich.; LURIA, Alexander Romanovich.; LEONTIEV, Alexis N Nikolaevich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 11ª ed. São Paulo: Ícone, 2017a. p. 59-83. Trad. Maria da Penha Villalobos.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. As necessidades e os motivos da atividade. In: LONGAREZI, Andréa; PUENTES, Roberto (orgs). Ensino desenvolvimental: Antologia – livro 1. Uberlândia, MG: EDUFU, 2017c.

MUKHINA, Valéria. Psicologia na Idade Pré-escolar. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

OLIVEIRA, Betty Antunes. Fundamentos filosóficos marxistas da obra vigotskiana: a questão da categoria de atividade e algumas implicações para o trabalho educativo. IN: MENDONÇA, Sueli Guadalupe de Lima; MILLER, Stela (orgs). Vigotski e a escola atual: fundamentos teóricos e implicações pedagógicas. 2 ed. Araraquara, SP: Junqueira & Marin; Marília, SP: Cultura Acadêmica, 2010.

RIGON, Algacir José; ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira; MORETTI, Vanessa Dias. Sobre o processo de humanização. In: MOURA, Manoel Oriosvaldo (org.). A Atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. - 2 ed. - Campinas, SP: Autores Associados, 2016.

ROSSLER, João Henrique. O papel da brincadeira de papéis sociais no desenvolvimento do psiquismo humano. In: ARCE, A.; DUARTE, N. (orgs). Brincadeiras de papéis sociais na educação infantil: as contribuições de Vigotski, Leontiev e Elkonin. São Paulo: Xamã, 2006.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. A brincadeira e seu papel no desenvolvimento psíquico da criança. Revista Virtual de Gestão de Iniciativas Sociais. ISSN: 1808-6535 /Junho de 2008.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. Imaginação e Criação na Infância: ensaio psicológico: livro para professores. Trad. Zoia Prestes. – São Paulo: Ática, 2009.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. O Desenvolvimento Psicológico na Infância. Trad. Claudia Berliner. – São Paulo: Martins Fontes, 1998.

VYGOTSKI, Lev. Semenovich. Problemas de la psicología infantil. In: VYGOTSKI, L. S. Obras escogidas IV. 1996.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. El problema del desarrollo de las funciones psíquicas superiores. In: VYGOTSKI, Lev Semenovich. Historia del Desarrollo de las Funciones Psíquicas Superiores. OBRAS ESCOGIDAS III. Madrid: Visor, 1991.

Downloads

Publicado

2020-11-05