Gênero e Escola: por outras práticas educativas

Mara Rita Duarte de Oliveira

Resumo


Os estudos de gênero procuraram mostrar que as referências culturais são sexualmente produzidas por meio de símbolos, jogos de significação e relações de poder, de parentesco, econômico e políticas. “As relações de gênero são uma construção cultural e social e como tal representam um processo contínuo e descontínuo de produção de lugares e poderes do homem e da mulher em cada cultura e sociedade” (OLIVEIRA, 1999, p.70). Assim, parafraseando LOURO (2003), a discussão sobre gênero tem por objetivo contribuir com o combate às relações autoritárias, questionar a rigidez dos padrões de conduta estabelecidos para homens e mulheres e apontar caminhos para a transformação dos paradigmas estabelecidos em torno da relação homens/mulheres na sociedade. Essas discussões possibilitam repensar nossa participação social, seja no espaço escolar, seja em nossas relações afetivas, estabelecendo novas relações entre a subjetividade do outro e a nossa, respeitando as semelhanças e as diferenças, mas acima de tudo, propondo o diálogo com essas diferenças.

Palavras-chave


Educação; Gênero; Identidades

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.