É Possível Ensinar Empreendedorismo? Análise Comparativa com Estudantes Brasileiros

Autores

  • Cristiana Fernandes De Muylder Universidade FUMEC
  • Alexandre Teixeira Dias Faculdade Novos Horizontes
  • Cláudio Luiz de Souza Oliveira SEBRAE MG

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8077.2013v15n37p82

Palavras-chave:

Educação, Empreendedor, Empreendedorismo, Inovação, Aprendizagem

Resumo

É possível ensinar empreendedorismo? Essa foi a questão que norteou a pesquisa a uma escola de empreendedorismo no Brasil. Uma pesquisa do tipo survey foi realizada em escola de nível médio brasileira. O método quantitativo foi escolhido para pesquisar a população de 313 estudantes da escolha escolhida, sendo que destes, 175 eram calouros e 138 formandos do ensino médio. Foi possível perceber que os alunos calouros e formandos reconhecem o treinamento e o ensino com foco no empreendedorismo como fator que contribui a sua escolha de ser empreendedor embora apresentem algumas divergências de opinião. Os estudantes consideraram que capacidade inovativa, capacidade de lidar com riscos e a maturidade profissional importantes fatores para condução do sucesso do negócio. Foi ainda sugerido como estudo futuro que a pesquisa compare escolas sem foco no empreendedorismo e bases em outros países.

Biografia do Autor

Cristiana Fernandes De Muylder, Universidade FUMEC

Professora e pesquisadora dos Programas Stricto Sensu de Administração e Administração de sistemas de informação e gestão do conhecimento da Universidade FUMEC. Coordena subprojeto do PROADM/CAPES em Belo Horizonte que foca novas tecnologias em práticas de ensino na administração. Coordena o Grupo de Pesquisa CNPq GEIQE sobre gestão da inovação, qualidade e empreendedorismo. Participa de grupos de pesquisa sobre inovação, tecnologias e redes. Seu interesse de pesquisa está relacionado à linha de pesquisa Estratégia em Organizações e Comportamento Organizacional e aos temas: inovação, tecnologia, sistemas de informação, estratégia e competitividade. É coordenadora do tema 7 - Política e Gestão Estratégica de Ciência, Tecnologia e Inovação Relações governo-universidade-empresa da área de Gestão de ciência, tecnologia e inovação da ANPAD.

Alexandre Teixeira Dias, Faculdade Novos Horizontes

Professor da Universidade FUMEC, ministra disciplinas em cursos de Graduação, Mestrado e Doutorado em Adminsitração, além de orientar e realizar pesquisas nas linhas de pesquisa Estratégia e Tecnologias em Marketing e Estratégia em Organizações e Comportamento Organizacional. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Mercadologia, atuando principalmente nos seguintes temas: desempenho, estratégia corporativa, estratégia competitiva, competição e partial least squares.

Cláudio Luiz de Souza Oliveira, SEBRAE MG

Mestre em Administração e gerente da Regional Norte do SEBRAE Minas.

Downloads

Publicado

2013-12-10

Edição

Seção

Artigos