Hortas escolares: possibilidades de anunciar e denunciar invisibilidades nas práticas educativas sobre alimentação e saúde

Autores

  • Elizabete Cristina Ribeiro Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Alexandre Brasil Carvalho da Fonseca Universidade Federal do Rio de Janeiro / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Agrobiologia/ Seropédica, RJ.
  • Fernanda Pereira Dysarz Universidade Federal do Rio de Janeiro / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Agrobiologia/ Seropédica, RJ.
  • Ernani Jardim Reis Universidade Federal do Rio de Janeiro / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Agrobiologia/ Seropédica, RJ.

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2015v8n1p265

Resumo

O artigo baseia-se em pesquisa que busca identificar parâmetros para hortas escolares. Sob a ótica da Complexidade, da Sociologia das ausências, da Agroecologia e da Agricultura urbana, realizou-se Análise textual discursiva de experiências com hortas escolares de diferentes regiões do Brasil e de uma experiência emblemática de exercício de práxis para a estruturação físico-pedagógica da horta em escola pública urbana. Correlaciona-se a saúde do escolar e do agricultor nas atividades agrícolas, apontando negligências. Se um objetivo da horta escolar é a construção de conceito amplo de alimentação saudável, esse deve pressupor um sistema produtivo igualmente saudável. A atenção à proteção e à segurança do escolar na horta pode contribuir para dar visibilidade das condições de trabalho do agricultor, sendo um parâmetro relevante para a Educação alimentar e nutricional. Sugere-se a adequação de materiais e procedimentos aos escolares nas hortas.

Biografia do Autor

Elizabete Cristina Ribeiro Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Graduação em Licenciatura em Ciências/ Habilitação em Biologia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1987). Especialista em Ciências Ambientais pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2002), Especialista em Ensino de Ciências pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2007), Mestrado em Educação em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010), Doutoranda em Educação em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisadora do Observatório da Educação - CAPES/INEP/Núcleo Local NUTES/UFRJ. Bolsista no exterior CAPES- processo nº 18934-12-9/ LCE/NUTES pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013).  Professora de Ciências aposentada pela Secretaria Municipal de Educação/Rio de Janeiro/RJ (1984-2014).  http://lattes.cnpq.br/2960543131102283

Alexandre Brasil Carvalho da Fonseca, Universidade Federal do Rio de Janeiro / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Agrobiologia/ Seropédica, RJ.

Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), mestrado em Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997), doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2002) e pós-doutorado pela Universidade de Barcelona (2009).  Professor adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Sociologia, atuando principalmente nos seguintes temas: sociologia da religião, mídia, pobreza, alimentação e cultura, educação em saúde. http://lattes.cnpq.br/5047128974971884b> 

Fernanda Pereira Dysarz, Universidade Federal do Rio de Janeiro / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Agrobiologia/ Seropédica, RJ.

Ensino médio-técnico em Laboratório de Farmácia pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro (2006). Intercâmbio Acadêmico na Universidade de Bolonha, Itália (2009). Graduação em Ciências Biológicas pela da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011). Bolsista de extensão universitária no projeto “Alimentação e Saúde na Escola: Uma Abordagem Transdisciplinar” no Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde (NUTES/UFRJ) (2010 - 2011). Mestrado em Educação em Ciências e Saúde no NUTES/UFRJ (2014).

Ernani Jardim Reis, Universidade Federal do Rio de Janeiro / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Agrobiologia/ Seropédica, RJ.

Graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1986), Mestrado em Educação Agrícola, pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2008). Analista A/ Transferência de Tecnologia da EMBRAPA AGROBIOLOGIA- Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Fitotecnia, com ênfase em AGROECOLOGIA, na área de Educação, no Ensino Agrotécnico e na Extensão Rural em trabalhos com comunidades rurais como extensionista rural da EMATER-RIO. Participa da estruturação pedagógica e atividades de formação desenvolvidas na Fazendinha Agroecológica Km 47 e no Centro de Formação em Agroecologia e Agricultura Orgânica. http://lattes.cnpq.br/7297731182961614

Downloads

Publicado

2015-05-19

Edição

Seção

Artigos