Aprendizagem da Docência no PIBID-Biologia

Autores

  • Nayara Moryama UEL
  • Marinez Meneghello Passos UEL
  • Sergio de Mello Arruda UEL

Palavras-chave:

Focos da aprendizagem docente (FAD), Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), formação de professores de Biologia

Resumo

Neste artigo apresentamos os resultados de uma investigação a respeito da aprendizagem docente de licenciandos de um curso de Ciências Biológicas, participantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). A questão principal da pesquisa é a seguinte: O que os acadêmicos estão aprendendo sobre a docência, participando deste programa? Para o desenvolvimento da investigação, foram realizadas entrevistas com 19 bolsistas e seus depoimentos foram transcritos e analisados, segundo os Focos da Aprendizagem Docente (FAD), propostos por Arruda et al. (2012). Por meio desta investigação, pudemos constatar que os bolsistas do PIBID envolvidos na pesquisa demonstraram em suas falas: crescente interesse pela docência; evidências de que estão aprendendo sobre a mesma e que estão refletindo sobre as próprias ações em sala de aula e analisando-as; que estão mantendo diálogos com seus professores supervisores e outros bolsistas a fim de aprenderem mais a respeito da profissão docente; e, que a participação no PIBID tem contribuído para que eles pensem sobre si mesmos como futuros professores. 

Biografia do Autor

Nayara Moryama, UEL

é licenciada (UEL, 2011) e bacharel (UEL, 2012) em Ciências Biológicas. Atualmente é mestranda do programa de pós-graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática da Universidade Estadual de Londrina. Foi bolsista do PIBID. Tem experiência na área de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: Ensino de Ciências e Biologia, programa PIBID. 

Marinez Meneghello Passos, UEL

é Licenciada e Bacharel em Matemática (UEL, 1982), Mestre em Matemática (UEL, 1989), Mestre em Educação (UEL, 2004) e Doutora em Educação para a Ciência (UNESP, 2009). Atualmente é professora associada da Universidade Estadual de Londrina, atuando na graduação e no programa de pós-graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática. Publicou diversos resultados de suas investigações e das pesquisas realizadas, conjuntamente, com os demais membros dos grupos de estudo e de pesquisa dos quais participa em anais de eventos e em artigos em periódicos. Possui dezenas de livros publicados e inúmeros itens de produção técnica. Participou e participa de eventos relativos à sua área de pesquisa. Orientou diversos trabalhos de conclusão de curso na área de Educação, Ciências e Matemática. Participou e participa de diversos projetos na UEL, sendo coordenadora de alguns deles. Nos dias de hoje as temáticas centrais das investigações desenvolvidas são: análise qualitativa, formação de professores e espaços informais de aprendizagem. 

Sergio de Mello Arruda, UEL

é Bacharel em Física (USP, 1976), Mestre em Ensino de Ciências (USP, 1994) e Doutor em Educação (USP, 2001). É professor da Universidade Estadual de Londrina desde 1978. Aprovou diversos projetos de pesquisa e extensão no CNPq, CAPES, Vitae. Possui diversos artigos e trabalhos publicados em Ensino de Ciências. Coordenou a implantação do Programa em Ensino de Ciências e Educação Matemática da UEL; coordenou a implantação do Museu de Ciência e Tecnologia de Londrina, órgão suplementar da UEL; coordenou a implantação do projeto PIBID/UEL. Cargos exercidos: coordenador do Programa em Ensino de Ciências e Educação Matemática entre 2002 e 2004; diretor do Museu de Ciência e Tecnologia da UEL desde 2009; coordenador institucional do projeto PIBID/UEL [edital 2009 e edital 2011] desde 2009.Linhas de pesquisa atuais: Formação de professores; Educação informal; Psicanálise e Ensino de Ciências. 

Downloads

Publicado

2013-10-10

Edição

Seção

Artigos