Polêmicas e controvérsias no ensino de ciências: O que pensam alguns professores da educação básica?

what do some of basic school teachers think?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2021.e76133

Palavras-chave:

Polêmica, Controvérsia, Ensino de ciências, Percepção dos professores

Resumo

Apresentamos, aqui, os frutos de um trabalho realizado em sala de aula, durante uma disciplina da pós-graduação que tinha, como tema principal, as controvérsias científicas e sociocientíficas. O objetivo deste estudo foi levantar as percepções dos alunos (professores de ciências e matemática da educação básica) sobre polêmica e controvérsia antes e depois de uma disciplina ministrada em um programa de pós-graduação em educação e ciência e tecnologia no Rio de Janeiro. A diferenciação entre os termos é a proposta de um dos autores utilizados como referência para o curso, com o objetivo de contribuir para o aprofundamento dos debates a respeito do tema. O levantamento foi realizado em dois momentos: no início e depois do término da disciplina, por meio de dois instrumentos/materiais online bem semelhantes. Apresentam-se, aqui, as respostas das duas primeiras perguntas dos dois. Entre os achados, destaca-se que os participantes diferenciaram os dois conceitos, o que não costuma acontecer com frequência na literatura da área, estabeleceram, em um primeiro momento, relações de hierarquia entre um e outro. As controvérsias fazem parte do que se costuma denominar natureza da ciência e têm um papel importante no ensino de ciências, na prática dos professores, na sociedade, na educação cidadã. Atualmente, saber identificar uma controvérsia legítima e seus elementos constitutivos, além de ensinar outros a fazê-lo pode ser uma saída para combater movimentos negacionistas.

Biografia do Autor

Fernanda Azevedo Veneu, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Jornalista, doutora em Ciências e com pós-doutorado em Ensino de Biociências e Saúde pela Fiocruz. Atualmente, realiza estágio pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Educação no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ). Professora colaboradora do Instituto Federal do Rio de Janeiro, campus Mesquita.

Marcelo Borges Rocha, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Doutor em Zoologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), coordenador do Laboratório de Divulgação Científica e Ensino de Ciências do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Labdec/Cefet/RJ). Atua também como docente em programas de pós-graduação da UFRJ.

Referências

ACEVEDO-DIÁZ, José Antonio; GARCÍA-CARMONA, Antonio. Resenha do livro Controversias de la ciencia y cultura científica. Ápice. Revista de Educación Científica, 1(1), 2017. DOI: https://doi.org/10.17979/arec.2017.1.1.2080. Disponível em https://ruc.udc.es/dspace/bitstream/handle/2183/19978/Apice_2017_1_1_art._8.pdf?sequence=1

ACEVEDO-DÍAZ, José Antonio; GARCÍA CARMONA, Antonio. Uso de la historia de la ciencia para comprender aspectos de la naturaleza de la ciencia. Fundamentación de una propuesta basada en la controversia Pasteur versus Liebig sobre la fermentación. Revista CTS, nº 33, vol. 11, Septiembre de 2016 (pág. 203-226). Disponível em http://www.revistacts.net/files/Volumen_11_Numero_33/FINALES/Acevedo.pdf

APOTHEKER, J. et al. Responsible research and innovation in secondary school science classrooms: experiences from the project IRRESISTIBLE. Pure and Applied Chemistry, 2016. DOI: 10.1515/pac-2016-0817

CATARINO, Dilson. Definição, classificação e formação do substantivo. Disponível em https://gramaticaonline.com.br/definicao-classificacao-e-formacao-do-substantivo/. Acesso realizado em 24 jul. 2020

DEBOER, Georges. E. Scientific literacy: another look at its historical and contemporary meanings and its relationship to science education reform. Journal of Research in Science Teaching, Hoboken, v. 37, n. 6, p. 582-601, 2000. Disponível em: http://web.nmsu.edu/~susanbro/eced440/docs/scientific_literacy_another_look.pdf. Acesso em: 06 nov. 2019.

DUSO, L. A discussão de controvérsias sociocientíficas: uma perspectiva integradora no ensino de ciências. (Tese) Florianópolis, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Disponível em https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/160651 Acesso realizado em 30 jan 2019.

GIORDAN, Marcelo.; GUIMARÃES, Y. A. F.; MASSI, M. Uma análise das abordagens investigativas de trabalhos sobre sequências didáticas: tendências no ensino de ciências. Enpec, Disponível em http://www.lapeq.fe.usp.br/textos/ec/ecpdf/giordan_guimaraes_massi-enpec-2012.pdf

LAERTO, A. et al. Contextualizing the EU’s “Reponsible Research and Innovation” policy in Science education: a conceptual comparison with the nature of Science concept and practical examples. DOI 10.29333/ejmste/89513 Mar 2018

LATOUR, Bruno; WOOLGAR, Steve. 1997. A vida de laboratório: a produção dos fatos científicos. (Trad. Angela R. Vianna) Rio de Janeiro: Relume Dumará. [1988]

LAUGKSCH, Rüdiger. (2000). Scientific Literacy: A Conceptual Overview. Science Education – Science Education 84. 10.1002/(SICI)1098-237X(200001)84:13.0.CO;2-C.

MCMULLIN, E. Scientific controversy and its termination. In ENGELHARDT JR, H. T.& CAPLAN, A. L. (Eds.): Scientific Controversies. Case studies in the resolution and closure of disputes in science and technology. Nova York: Cambridge University Press, 1987.

MACHAMER, Peter; PERA, Marcelo.; BALTAS, Aristides. Scientific controversies: an introduction. In: MACHAMER, P; PERA, M.; BALTAS, A. (ed) Scientific controversies: philosophical and historical perspectives. Nova York: Oxford University Press, 2000.

RAMOS, M; SILVA, H. Controvérsias científicas em sala de aula: uma revisão bibliográfica contextualizada na área de ensino de ciências e nos estudos sociológicos da ciência & tecnologia. Anais... Encontro Nacional de Pesquisa e Ensino de Ciências, Enpec, 6, 2007. Disponível em http://www.fep.if.usp.br/~profis/arquivos/vienpec/CR2/p928.pdf

REIS, P. ; TINOCA, L.; BAPTISTA, M.; LINHARES, E. The impacto f student-curated exhibitions about socio-scientific issues on students’ perceptions regarding their competences and the Science classes. DOI 10.20944/preprints202003.0170.v1

SANTOS, W. L. P; SILVA, K. M. A.; SILVA, S. M. B. Perspectivas e desafios de estudos de QSC na educação científica brasileira. In: CONRADO, D. M & NUNES NETO, N. (orgs) Questões sociocientíficas: fundamentos, propostas de ensino e perspectivas para ações sociopolíticas. Salvador: Edufba, 2018.

SASSERON, Lucia Helena; CARVALHO, Ana Maria Pessoa de. Alfabetização científica; uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, v. 16, n. 1, p. 59-77, 2011. Disponível em https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/246/172 Acesso realizado em 10 nov. 2018.

SAUCEDO, Kellys Regina Rodio; PIETROCOLA, Maurício. Características de pesquisas nacionais e internacionais sobre temas controversos na Educação Científica. Ciênc. educ. (Bauru), Bauru , v. 25, n. 1, p. 215-233, Jan. 2019 . Available from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132019000100215&lng=en&nrm=iso. access on 30 June 2020. Epub Apr 25, 2019. https://doi.org/10.1590/1516-731320190010014.

VALLVERDÚ, Jordi. Marco teórico de las controvérsias científicas: el caso de la sacarina. 2002. Tese de doutorado. Barcelona: Universidade Autônoma de Barcelona, 2002.

VALLVERDÚ, Jordi. “¿Cómo finalizan las controversias? Un nuevo modelo de análisis: la controvertida historia de la sacarina”, Revista Iberoamericana de Ciencia, Tecnología y Sociedad, v. 2, nº 5, pp. 19-50, 2005.

VELHO, L. e VELHO, P.: A controvérsia sobre o uso de alimentação alternativa no combate à subnutrição no Brasil. História, Ciências, Saúde – Manguinhos. Rio de Janeiro, vol. 9(1):125-57, jan.-abr. 2002. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/hcsm/v9n1/a07v9n1.pdf Acesso realizado em 22 mar 2014.

YACEK, D. “Thinking controversially: The psychological condition for teaching controversial issues”. Disponível em https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/1467-9752.12282 Acesso realizado em 20 nov. 2019.

ZABALA, Antoni. Prática Educativa: como ensinar. Porto Alegre: ARTMED, 1998.

Arquivos adicionais

Publicado

2021-11-16

Edição

Seção

Artigos