Pesquisa avaliativa de uma rede de Centros de Atenção Psicossocial: entre a saúde coletiva e a saúde mental

Conteúdo do artigo principal

Rosana Onocko Campos

Resumo

Considerando a importância, a complexidade e os investimentos sociais, políticos e orçamentários que envolvem os CAPS, realizou-se a Pesquisa avaliativa de uma rede de Centros de Atenção Psicossocial: entre a saúde coletiva e a saúde mental. Analisaram-se os principais aspectos inerentes à rede de CAPS: os modelos assistenciais, de gestão e de formação dos trabalhadores dos CAPS. Buscou-se, ainda, avaliar os efeitos da institucionalização dos princípios norteadores da Reforma Psiquiátrica nestes equipamentos, além de oferecer elementos que contribuam para o aperfeiçoamento da Reforma Psiquiátrica no país. Método: pesquisa avaliativa qualitativa, sustentada pela hermenêutica gadameriana. O Campo foi desenvolvido na cidade de Campinas/SP durante o período de 2006-2007. Os dados foram coletados por meio de 20 grupos focais, realizados com diferentes grupos de interesse. Após a transcrição do material gravado destes grupos, foram construídas narrativas de cada um deles, seguindo o referencial teórico de Ricoeur. Na segunda rodada, estas narrativas foram apresentadas aos participantes, que puderam contestá-las, corrigi-las e validá-las, constituído material posteriormente trabalhado em oficinas. Resultados: identificaram-se pontos fortes e fragilidades no que concerne a atenção à crise, articulação com a rede, formulação de projetos terapêuticos, organização em equipes de referência, formação educacional e sofrimento psíquico. Por sua vez, esses resultados foram processados por meio de oficinas junto a diversos atores, constituindo bases sobre as quais foram definidos indicadores e parâmetros de avaliação.

Detalhes do artigo

Como Citar
CAMPOS, Rosana Onocko. Pesquisa avaliativa de uma rede de Centros de Atenção Psicossocial: entre a saúde coletiva e a saúde mental. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 232–242, 2011. DOI: 10.5007/cbsm.v1i1.68444. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/68444. Acesso em: 24 maio. 2024.
Seção
Artigos originais