Oficinas de geração de trabalho e renda na atenção psicossocial: reflexões sobre um equipamento e suas produções de cuidado

Conteúdo do artigo principal

Ariana Campana Rodrigues
http://orcid.org/0000-0003-3566-5566
Silvio Yasui
http://orcid.org/0000-0001-5015-6634

Resumo

O movimento da reforma psiquiátrica na atualidade está referendado por algumas insígnias, entre elas, o debate sobre modos de efetivar a inserção social do louco. No campo da saúde mental, há diversas experiências de oficinas de geração de trabalho e renda que visam criar ações viáveis nesse sentido. Neste artigo, por meio de inspirações cartográficas, problematizamos o tema pela via da produção de cuidado no Núcleo de Oficinas e Trabalho. Em nosso estudo, pela apresentação e discussão desse equipamento, verificamos que as essas oficinas se constituem na perspectiva ética da atenção psicossocial, por produzirem cuidado em liberdade e em rede, possibilitando que os oficineiros se tornem sujeitos mais autônomos e protagonistas de suas histórias e, com isso, contribuindo para ampliar a possibilidade de sua inserção social. 

Detalhes do artigo

Como Citar
CAMPANA RODRIGUES, .; YASUI, . Oficinas de geração de trabalho e renda na atenção psicossocial: reflexões sobre um equipamento e suas produções de cuidado. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 8, n. 20, p. 01–21, 2016. DOI: 10.5007/cbsm.v8i20.69203. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/69203. Acesso em: 7 dez. 2022.
Seção
Trabalho com Cultura e Arte: Implicações em Saúde Mental e Atenção Psicossocial
Biografia do Autor

Ariana Campana Rodrigues

Possui graduação (2002) e mestrado (2012) em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Aprimoramento em Saúde Mental (2003) pela Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência em saúde mental coletiva e em docência no ensino superior, atuando principalmente nos seguintes temas: SUS, reforma psiquiátrica, atenção psicossocial e processos de subjetividade. 

Silvio Yasui, Docente dos cursos de graduação e pós-graduação em Psicologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-campus de Assis

Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Mogi das Cruzes (1979), mestrado em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1999) e doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2006). Atualmente é professor assistente doutor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Mental, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde mental, reforma psiquiátrica, atenção psicossocial, oficinas terapêuticas e Politica Nacional de Humanização.