PARA INSPIRAR POTÊNCIAS: NARRATIVAS SOBRE A HISTÓRIA DE CORNÉLIA VLIEG

Autores

Palavras-chave:

Saúde Mental, Atenção Psicossocial, Reforma Psiquiátrica

Resumo

O presente texto narra trechos da história de vida de Cornélia Vlieg, contados a uma psicóloga em processo de mestrado. A partir do convite para que a personagem relatasse sobre sua experiência profissional como terapeuta ocupacional, ela desdobra a narrativa em um percurso que narra acontecimentos de sua vida como um todo, trazendo temas históricos holandeses e brasileiros aliados à suas passagens pessoais, o que se configurou, ao mesmo tempo, no retrato de uma época e de uma existência. Para apresentar esse rico e complexo processo ao leitor, os autores optaram pela narrativa, pela apresentação de documentos de Cornélia que ilustram suas falas e por consultas aos materiais escritos por ela para a psicóloga. Concluiu-se que o encontro, que Cornélia pediu que fosse tornado público para que ela fosse útil à sociedade, pode ser inspirador de uma vida mais potente.

Biografia do Autor

Ariana Campana Rodrigues, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Possui graduação em Psicologia (2002) e mestrado em Psicologia (2012) pela UNESP (Universidade Estadual Paulista - Campus de Assis), onde atualmente é doutoranda em Psicologia. Cursou especialização Lato Sensu em Aprimoramento em Saúde Mental (2003) na UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em práticas clínicas e de docência. Atua principalmente nos seguintes temas: saúde, educação, produção de subjetividade.

Silvio Yasui, UNESP - Universidade Estadual Paulista

Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Mogi das Cruzes (1979), mestrado em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1999), doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2006) e livre-docente em Psicologia e Atenção Psicossocial pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2017) . Atualmente é professor associado da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Mental, atuando principalmente nos seguintes temas: atenção psicossocial, reforma psiquiátrica e saúde mental

Elizabeth Maria Freire de Araújo Lima, USP - Universidade de São Paulo

Elizabeth Lima é livre-docente do Curso de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo; orientadora nos Programas de Pós-graduação em Psicologia da UNESP-Assis e Pós-graduação Interunidades Estética e História da Arte da USP. É graduada em Terapia Ocupacional pela Universidade de São Paulo (1985), mestre (1997) e doutora (2003) em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, junto ao Núcleo de Estudos da Subjetividade e pós-doutora (2009) pela University of the Arts, London. Em 1996 fundou coletivamente o Laboratório de Estudos e Pesquisa Arte, Corpo e Terapia Ocupacional. Em suas pesquisas investiga as relações entre arte, cultura e saúde, focalizando práticas que conectam os processos criativos, a corporeidade e a produção de subjetividade. Tem experiência na área de Terapia Ocupacional e no campo dos estudos da subjetividade, atuando principalmente nos seguintes temas: terapia ocupacional, intervenção social, atividades humanas, interface arte/saúde, políticas da subjetividade, saúde mental e saúde coletiva.

Downloads

Publicado

2021-04-12 — Atualizado em 2021-04-20

Versões

Edição

Seção

Artigos de pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)