As metodologias de ensino ativam o desenvolvimento de habilidades profissionais?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8069.2020v17n45p50

Palavras-chave:

Metodologias de ensino, Normas internacionais de educação, Habilidades

Resumo

O presente estudo teve por objetivo analisar o potencial das metodologias de ensino para desenvolver as habilidades preconizadas pela IES 3- International Education Standards 3 - da IFAC – International Federation of Accountants. Para tanto, utilizou-se o levantamento com a aplicação de um questionário a uma amostra composta por 290 docentes atuantes no curso de Ciências Contábeis no Brasil. Como resultado, verificou-se concordância dos docentes quanto ao despertar de diversas habilidades por meio das metodologias de ensino. As estratégias baseadas em procedimentos práticos, como visita técnica, prática de campo e as estratégias baseadas na problematização, como estudo de caso, ensino e pesquisa e Problem-Based Learning (PBL), são as metodologias que mais despertam as habilidades proposta pela IES3 segundo a percepção dos docentes. Por outro lado, as metodologias baseadas na arte e em dinâmicas obtiveram baixos percentuais de concordância dos professores para promover as referidas habilidades. Nesse caso, é possível afirmar que tais metodologias são menos conhecidas pela maior parte dos docentes pesquisados.

Biografia do Autor

Mirian Oliveira Cruz

Graduada em Ciências Contábeis (UFU)

Gilberto José Miranda, Professor Associado da Faculdade de Ciências Contábeis (UFU)

Doutor em Ciências Contábeis (USP)

Edvalda Araujo Leal, Professora Adjunta da Faculdade de Ciências Contábeis (UFU)

Doutora em Administração (FGV-SP)

Referências

ARAÚJO, A. O.; MORAES JÚNIOR, V. F. de. Avaliação da aprendizagem: uma experiência do uso do portfólio em uma disciplina do curso de Ciências Contábeis. Revista Ambiente Contábil. Natal, v.4, n.1, p.36-50, jan./jun. 2012. Disponível em: https://ojs.ccsa.ufrn.br/index.php/contabil/article/view/310. Acesso em: 19 jul. 2020.

BARBOSA, E. F.; MOURA, D. G. de. Metodologias ativas de aprendizagem na educação profissional e tecnológica. Boletim Técnico Senac, Rio de Janeiro, v.39, n.2, p. 48-67, mai/ago. 2013. Disponível em: https://www.bts.senac.br/bts/article/view/349. Acesso em: 19 jul. 2020.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 32, n. 1, p. 25-40, jan./jun. 2011. ISSN: 1679-0383. DOI: http://doi.org/10.5433/1679-0383.2011v32n1p25.

BONWELL, C. C.; EISON, J. A. Active learning: creating excitement in the classroom. Washignton: ASHE-ERIC Higher Education Reports, 1991.

BRANDÃO, H.P.; BORGES-ANDRADE, J.E. Causas e efeitos da expressão de competências no trabalho: para entender melhor a noção de competência. Revista de Administração Mackenzie (RAM), São Paulo, v.8, n.3, p.32-49, jul./set. 2007. Disponível em: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/RAM/article/view/136. Acesso em: 19 jul. 2020.

BRICKNER, D. R.; ETTER, E. R. Strategies for promoting active learning in a principles of accounting course. Academy of Educational Leadership Proceedings, Cullowhee, v. 12, n. 2, p. 87–94, aug. 2008. ISSN 1528-2643. Disponível em: http://bit.ly/2K4ynWc. Acesso em: 03 mar. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituições de educação superior e cursos cadastrados. 2018. Disponível em: http://emec.mec.gov.br. Acesso em: 15 mar. 2018.

BRASIL. Resolução CNE/ CES nº. 10, de 16 de dezembro de 2004. Institui as Diretrizes Nacionais Curriculares para o Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e dá outras providências. In: CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUDAÇÃO SUPERIOR. Legislação Republicana Brasileira. Brasília, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces10_04.pdf. Acesso em: 12 ago. 2018.

BULGRAEN, V. C. O papel do professor e sua mediação nos processos de elaboração do conhecimento. Revista Conteúdo, Capivari, v.1, n.4, ago./dez. 2010. Disponível em: http://www.moodle.cpscetec.com.br/capacitacaopos/mstech/pdf/d3/aula04/FOP_d03_a04_t07b.pdf. Acesso em: 19 jul. 2020.

CASTANHA, E. T.; MONTEIRO, J. J.; CITTADIN, A.; GIASSI, D.; GUIMARÃES, M. L. F. Metodologias ativas de aprendizagem e a promoção da autonomia dos de ciências contábeis. In: II Congresso de contabilidade da UFRGS, 2017, Rio Grande do Sul. Anais... Rio Grande do Sul, 2017.

COIMBRA, C. L. A aula expositiva dialogada em uma perspectiva freireana. In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P. C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. cap. 1.

COLAUTO, R. D.; SILVA, O. L.; TONIN, J. M. F.; MARTINS, S. P. Filmes no processo de ensino e aprendizagem. In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P. C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. cap. 10.

CRAWFORD, L.; HELLLIAR, C.; MONK, E.; VENEZIANI, M. International Accounting Education Standards Board: Organisational legitimacy within the field of professional accountancy education. Accounting Forum, v.38, n.1, p.67-89.2014. DOI: https://doi.org/10.1016/j.accfor.2013.09.001

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, Edição especial, p. 183-196, 2001. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552001000500010

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 23. ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. 25. ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2002. p. 21-64.

GAINOR, M. E.; BLINE, D.; ZHENG, X. Teaching internal control through active learning. Journal of Accounting Education, v. 32, n. 2, p. 200–221, 2014. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jaccedu.2014.03.003

GIL A.C. Como classificar as pesquisas? In: Gil, AC. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002. p.41-58.

GIL, A. C. Elaboração de casos para o ensino de administração. Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão, Fortaleza, v. 2, n. 2, p. 7–16, jul;/dez. 2004. ISSN 2178-9258. DOI: http://doi.org/10.19094/contextus.v2i2.32055

GILIOLI, A.; CASSARO, M. C. A.; SANTOS, F. A.; AMARAL, P. F.; CARDOSO, R. L.; BENEDICTO, G. C. Ensino-aprendizagem na área da educação contábil: uma investigação teórico-empírica. Journal on Innovation and Sustainability (RISUS), [S.l.], v. 7, n. 3, p. 3–28, dez. 2016. ISSN 2179-3565. DOI: http://doi.org/10.24212/2179-3565.2016v7i3p55-72

GOMES A. P., REGO S. Transformação da educação médica: é possível formar um novo médico a partir de mudanças no método de ensino-aprendizagem? Revista Brasileira de Educação Médica, v.35, n.4 p.557-566. 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-55022011000400016.

INTERNATIONAL FEDERATION OF ACCOUNTANTS (IFAC). Handbook of International Education Pronouncements 2012 Edition. New York. Disponível em: http://www.ifac.org. Acesso em: 27 ago. 2018.

KRÜGER, L. M.; ENSSLIN, S. R. Método Tradicional e Método Construtivista de Ensino no Processo de Aprendizagem: uma investigação com os acadêmicos da disciplina Contabilidade III do curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Catarina. Organizações em Contexto, v. 9, n. 18, 2013, p.220-270. DOI: https://doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v9n18p219-270

LEMES, D. F.; MIRANDA, G. J. Habilidades Profissionais do Contador Preconizadas pela IFAC: um estudo com profissionais da região do Triângulo Mineiro. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 7, n. 2, p. 293-316, 2014.

LIGHTBODY, M. TEACHING NOTE Playing factory: active-based learning in cost and management accounting. Accounting Education: An International Journal, [S.l.], v. 6, n. 3, p. 255-262, oct. 2002. ISSN 1468-4489. DOI: http://doi.org/10.1080/096392897331488

LOPES, C. S.; PONTUSCHKA, N. N. Estudo do meio: teoria e prática. Geografia (Londrina), Londrina, v. 18, n. 2, p. 173-191, 2009. ISSN: 2447-1747. DOI: http://doi.org/10.5433/2447-1747.2009v18n2p173

JACOMOSSI, F. A.; BIAVATTI, V. T. Normas internacionais de educação contábil proposta pelo International Accounting Education Standards Board. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 5, n. 3, p. 57 - 78, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/recfin/article/view/33596. Acesso em 19 jul. 2020.

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing. 6.ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

MASETTO M. T. Didática: aula como centro. São Paulo: FTD, 1997.

MAZZIONI, S. As estratégias utilizadas no processo de ensino-aprendizagem: concepções de alunos e professores de ciências contábeis. Revista Eletrônica de Administração e Turismo (ReAT), Pelotas, v. 2, n. 1, p. 93–109, jan./jun. 2013. ISSN 2316-5812. DOI: http://doi.org/10.15210/reat.v2i1.1426.

MCDOWALL, T., JACKLING, B., & NATOLI, R. Relationships between Vocational Interests and Learning Approaches to Advance the Quality of Student Learning in Accounting. Accounting Education: an international journal, v. 24, n.6, p. 498-513, 2015. DOI: https://doi.org/10.1080/09639284.2015.1113140

McKEACHIE, W. J.; PINTRICH, P. R.; LIN, Y.; SMITH, D. A. Teaching and learning in the college classroom: a review of the research literature. Michigan: University of Michigan Press, 1986.

MEDEIROS, J. T.; DANTAS, F. N.; MELO, C. M. M. D; ARAÚJO, A. O. Metodologias Ativas na Docência Contábil: Reflexões Sobre a Prática em Sala de Aula. In: Congresso Internacional de Administração, 2016, Natal. Anais Eletrônicos...Natal: ADMPG, 2016. Disponível em: http://www.admpg.com.br/2016/selecionados.php. Acesso em: 21 ago. 2017.

MEDEIROS, C. R. O.; QUEIROZ, Z. C. L. S. Encenando o ambiente de negócios: a representação teatral como técnica pedagógica. In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P. C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. cap. 11.

MOURA, M. F.; PEREIRA, N. A.; SOUZA, S. T. Debate: uma técnica de ensino voltada à pluralidade de pontos de vista. In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P. C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. cap. 5.

NAVES, M. L. P. Piaget e as ideias modernas sobre educação: um estudo dos escritos educacionais de Jean Piaget publicados entre os anos de 1920 à 1940. Cadernos de História da Educação, v. 9, n. 2, jul/dez. 2011. Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/article/view/11457

NGANGA, C. S. N.; MIRANDA G. J. Ensino e pesquisa: duas faces de uma mesma moeda. In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P. C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. cap. 3.

OLIVEIRA, A. S.; CAMPOS, L. C. Grupo de verbalização/ Grupo de observação. In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P. C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. cap. 4.

OTT, E.; CUNHA, J. V. A.; CORNACCHIONE JR, E. B.; DE LUCA, M. M. M. Relevância dos conhecimentos, habilidades e métodos instrucionais na perspectiva de e profissionais da área contábil: estudo comparativo internacional. Revista Contabilidade & Finanças, v. 22, n. 57, p. 338-356, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S1519-70772011000300007

PILETTI, C. Didática Geral. São Paulo: Editora Ártica, 2006.

ROESCH, S. M. A. Casos de ensino em Administração: notas sobre a construção de casos para ensino. Revista de Administração Contemporânea (RAC), [S.l.], v. 11, n. 2, p. 213-234, abr./jun. 2007. ISSN: 1982-7849. DOI: http://doi.org/10.1590/S1415-65552007000200012

SANTOS, N. A. Prática de campo: desenvolvendo uma atitude científica nos . In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P. C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. cap. 15.

SOARES, M. A.; BOTINHA, R. A.; NOVA, S. P. C. C.; SOARES, S. V.; BULAON,C. Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) ou Problem-Based Learning (PBL): podemos contar com essa alternativa? In: LEAL, E. A.; MIRANDA, G. J.; NOVA, S. P.C. C. (Org.) Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2017. Cap.9.

WALL, M. L.; PRADO, M. L.; CARRARO, T. E. A experiência de realizar um estágio docência aplicando metodologias ativas. Acta Paulista de Enfermagem. São Paulo. v. 21, n. 3, p. 515-519, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-21002008000300022

Downloads

Publicado

2020-09-28

Edição

Seção

Artigos