Linguagem cinematográfica e Língua: o mostrado e o nomeado

Mauro Eduardo Pommer

Abstract


http://dx.doi.org/10.5007/2175-8026.2000n39p73

 

Um dos problemas centrais que surgem na análise de filmes consiste em estabelecer com clareza, num primeiro momento, aquilo que o filme mostra, para que se possa a partir daí estabelecer aquilo que o filme “quer dizer”, isto é, a questão de sua significação. A razão principal dessa dificuldade consiste no fato de que os materiais próprios ao cinema possuem um caráter “documental”: tanto a imagem como o som constituem o traço sensível de alguma coisa que efetivamente existiu e deixou aquela impressão na película. Assim é que, no plano da coisa representada, em princípio tudo o que é mostrado ao espectador tem uma existência “real” no plano diegético, a menos que seja desmentido no interior da própria diegese.


Keywords


Língua Inglesa; Literatura Inglesa



DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8026.2000n39p73

Copyright (c) 2000 Mauro Eduardo Pommer

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.