Jane Austen e a recodificação paródica do gótico em Northanger Abbey

Autores

  • Genilda Azeredo UFPB

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8026.2012n62p75

Palavras-chave:

Jane Austen, Gótico, Paródia, Metaficção

Resumo

 

 

O objetivo deste trabalho é discutir as construções e efeitos do diálogo paródico que o romance Northanger Abbey (1818), de Jane Austen, estabelece com a tradição de literatura Gótica no contexto inglês do século XVIII. Por ser considerada uma forma expressiva de intertextualidade, a paródia (tanto no sentido de canto paralelo como de contracanto) aciona ativamente e criativamente a tradição que parodia. Consequentemente, estudar tal articulação significa estar atenta ao movimento comparativo entre códigos, textualidades, leituras e tradições literárias, de modo a reconhecer os efeitos da paródia também imbricados em um contexto mais amplo de metaficção.

 

The purpose of this essay is to discuss the constructions and effects of the parodic dialogue Jane Austen’s novel Northanger Abbey (1818) establishes with a tradition of Gothic literature in the eighteenth-century English context. Because it is considered as an expressive form of intertextuality, parody (both in the sense of ‘parallel song’ and ‘counter-song’) actively and creatively recodifies the tradition it parodies. As a consequence, studying such an articulation means being aware of a comparative interplay among codes, textualities, readings and literary traditions, so as to recognize the effects of parody as also articulated with a larger context of metafiction.

 

Biografia do Autor

Genilda Azeredo, UFPB

Genilda Azerêdo é professora da Universidade Federal da Paraíba, com atuação no curso de Graduação em Letras e no Programa de Pós-Graduação em Letras. Na graduação, trabalha com teorias da literatura e literaturas de língua inglesa. Na Pós-Graduação, desde 2002, vem orientando trabalhos na linha de pesquisa em Literatura e Cinema. Atualmente, está desenvolvendo pesquisa com apoio financeiro do CNPQ, através de bolsa de produtividade em pesquisa/ PQ 2. Tem publicado regularmente em periódicos, anais de eventos, jornais e revistas. É membro das seguintes entidades acadêmicas: ABRA PUI – Associação Brasileira de Professores Universitários em Inglês e Literaturas de Língua Inglesa; ABRALIC – Associação Brasileira de Literatura Comparada; e SOCINE – Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual.

Downloads

Publicado

2012-11-06

Edição

Seção

The Gothic in Europe