Uma abordagem complexa sobre a produção de VOT na fala de bilíngues tardios integrados: um estudo sobre imigrantes brasileiros da região sul residindo em Londres

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8026.2017v70n3p81

Palavras-chave:

Bilinguismo tardio, Teoria da complexidade, Imigração, VOT

Resumo

Partindo de uma perspectiva complexa para a linguagem, este estudo explora a correlação entre a duração da residência (LOR) em Londres e a produção de paradas sem palavras inglesas iniciais de palavras por finais bilíngues do sul do Brasil que têm uma motivação integrativa para a língua e a cultura do hospedeiro. Para este fim, 12 imigrantes são comparados a 10 monolíngues padrão do sul da Inglaterra britânica. A análise acústica da duração do VOT é relatada. Os resultados demonstraram que os valores VOT dos imigrantes para o inglês aumentaram junto com o LOR. Os bilíngues com o LOR mais longo revelaram uma produção de VOT inglesa dentro do intervalo esperado para os controles. Essas descobertas podem ser interpretadas como evidências da linguagem como um Sistema Adaptativo Complexo e pela hipótese de que a neuroplasticidade e os mecanismos cognitivos para o desenvolvimento de linguagem permanecem intactos durante a vida útil.

Biografia do Autor

Felipe Flores Kupske, Universidade Federal da Bahia

Doutor em Linguística Aplicada (UFRGS). Professor Adjunto do Departamento de Letras Germânicas da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Publicado

2017-09-22

Edição

Seção

Artigos