Linguagem, corpo e transpoética: entrevista com Joy Ladin

Autores

Palavras-chave:

Literatura norte-americana, Estudos Literários, Feminismos, Joy Ladin

Resumo

Entrevista realizada com a escritora norte-americana Joy Ladin na qual a escritora discorre sobre sua relação com a linguagem e sobre a transpoética.

Biografia do Autor

Natália Salomé Poubel, Universidade Federal de Mato Grosso

Mestra e Doutora em Estudos de Linguagem - Estudos Literários pelo programa de pós graduação em estudos de Linguagem, da Universidade Federal de Mato Grosso.

Vinícius Carvalho Pereira, Universidade Federal de Mato Grosso

Doutor e Mestre em Ciência da Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Bacharel e Licenciado em Letras Português-Inglês pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). Estágio pós-doutoral na Universidade de Nottingham (UoN), no Reino Unido. Atua principalmente nas seguintes áreas: Línguas Estrangeiras Modernas; Literatura Moderna e Contemporânea; Literatura, Mídia e Tecnologia; Literatura Eletrônica; Semiologia.

Referências

LADIN, Joy. “Girl in a Bottle: An autobiographical Excursion into the Poetics of Transsexality”. In.: BOUCHARD, Jen Westmoreland. (In)Scribing Gender: International Female Writers and the Creative Process. Diversion Press, 2015. Pp. 123 – 148.

LADIN, Joy . “‘Split It Open and Count the Seeds’: Trans Identity, Trans Poetics, and Oliver Bendorf's The Spectral Wilderness”. TSQ: Transgender Studies Quarterly. 3.3-4 (November 2016), 637-648.

LADIN, Joy . “‘You are Making me Now’: Writing God as a Contemporary American Poet”. Writer’s Chronicle. 49:6 (May/ Summer 2017), p. 26-25.

Publicado

2021-01-28

Edição

Seção

Entrevista