Literature and cinema: images of femininity in pride and prejudice

Autores

  • Sandra Guardini T. Vasconcelos Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

Ao comparar o romance Pride and Prejudice de Jane Austen com uma versão fílmica americana de 1940, o artigo chama atenção para a mudança de enfoque das duas narrativas. Enquanto o romance fornece possibilidades alternativas para as estórias das personagens femininas, a versão fílmica opta por reforçar uma imagem idealizada de harmonia social.

Biografia do Autor

Sandra Guardini T. Vasconcelos, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Portugês-Inglês (Faculdade de Educação, Ciências e Letras Notre Dame, 1981), mestrado em Língua Inglesa (Universidade Federal Fluminense, 1987), doutorado em Literatura Comparada (Universidade Federal Fluminense e Nottingham University, 1998) e pós-doutorado na área de Literatura Inglesa (UNESP, 2002). Atualmente é professora titular de Literaturas de Língua Inglesa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Inglesa, atuando principalmente nos seguintes temas: identidade, gênero, feminismo, gótico e narrativa. ..

Mais informações:Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2002-01-01

Edição

Seção

Artigos