Héloïse, ou a morte no metrô

Nubia J. Hanciau

Abstract


O poema acima, intitulado Le Tombeau des rois (1953), figura
entre os mais comentados da literatura quebequense contemporânea, podendo, pelas imagens que contêm seus versos, figurar numa antologia de literatura fantástica. Escrito vinte anos antes do romance Les enfants du sabbat (1975), anuncia e nos concede um “avant-goût” dos rituais vividos pela irmã Julie da Santíssima Trindade, filha do diabo e de uma feiticeira, que traz à vida monástica as imagens de uma
infância terrível e diabólica. Violações e orgias encontram seu paroxismo em Les enfants du sabbat. Mais tarde, confrontando os versos desse poema com o romance Héloïse 1, deparamo-nos com a reescritura em prosa de elementos de Le Tombeau des rois, que lhe serviu de gênese.

Keywords


Língua Inglesa; Literatura Inglesa



DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Copyright (c) 1994 Nubia J. Hanciau

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.