Basho

Earl Miner

Abstract


Meu interesse esti na teoria literiria cognitive, um interesse
compartilhado de algum modo por quase todos os leitores e
criticos que presumes que so aquilo que a lembrado e que pode ser discutido. Hoje, pores, a maioria dos criticos parecem querer falar sobre outros assuntos. Meu autor a Matsuo Basho (1644-94), o poets mais amado por seu prOprio povo e o poeta japones mais conhecido
no ocidente. Tentarei mostrar que ele nio se tornou conhecido
no ocidente da forma como teria desejado e que se dermos
atencio as discrepancies seremos capazes de aprender algumas coisas novas sobre literature. Sem divide, falar sobre Basho nio me permite pressupor o que outra pessoa escrevendo nesse livro posse pressupor: familiaridade cos os termos e cos as hipOteses, conhecimento de um certo canon. Receio que minha abordagem teri que ser menos direta, mais longs e mais explicative. Embora as falhas do que escrevo nao possam ser atribuiveis a extensio, posso assegurar
a todos os leitores que preferiria que nib fosse necessirio
identificar, explicar e exemplificar o que parece tao bem conhecido ou ate mesmo Obvio entre os japoneses.

Keywords


Língua Inglesa; Literatura Inglesa



DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Copyright (c) 1989 Earl Miner

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.