Variações lingüísticas e suas implicações no ensino do vernáculo: uma abordagem sociolingüística

Rosa Maria Assis

Abstract


0 quadro da realidade econômica brasileira evidência que a grande maioria da população pertence as camadas populares, i.e. camadas de baixo poder aquisitivo.
Assim sendo, "nem é preciso buscar razões ideológicas ou politicas para concluir que a escola e, fundamentalmente,
uma escola para o povo" (Soares, 1986:5). Entretanto, se por um lado não se pode negar uma já antiga preocupação do governo e de professores em busca de solução para a tão denunciada precariedade do ensino para o povo, através da democratização da escola, por outro lado, sabe-se que a escola ainda não conseguiu satisfatória e efetivamente atender a demanda das camadas populares, seja em termos qualitativos, seja em termos quantitativos. É um ensino marcado pelo fracasso, caracterizado pelo êxodo e pelo alto indice de repetência, sem falar no problema estigmatizador do
analfabetismo que, em certas regiões, chega a um percentual
médio de 60%.

Keywords


Língua Inglesa; Literatura Inglesa



DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Copyright (c) 1988 Rosa Maria Assis

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.